Brasil quer contratar seis milhões de profissionais estrangeiros

0
431

Camila’s Restaurant é apresentado em programa de TV no Brasil – Comandado pelo pernambucano Leo Charamba e pelo paraibano Alex Alencar, o Camila’s Restaurant foi cenário das gravações do programa brasileiro “Na Rede”, exibido pela Rede TV em canal aberto. Durante o mês de julho, a apresentadora Amanda Guimarães mostra a história de sucesso dos sócios aos telespectadores brasileiros e algumas receitas preparadas por Leo Charamba, que também é chef de cozinha e assina o cardápio do restaurante.

Da Redação com BBC – A Secretaria Brasileira de Assuntos Estratégicos (SAE), com o auxílio de grupos de especialistas e consultorias de mercado, afirma que para atender à demanda de trabalho qualificado no Brasil somente contratando estrangeiros. “Imigrantes qualificados são o foco do esforço. Não é uma política geral de imigração, é uma estratégia de atração de cérebros.”, disse o ministro-chefe interino da SAE Marcelo Neri. A proposta deve chegar à presidente Dilma Roussef nos próximos 40 dias.

Neri afirmou que a estimativa de seis milhões foi feita considerando levantamentos de uma comissão de especialistas e de pesquisas com as empresas e o público em geral. O Brasil é um dos países com a menor proporção de imigrantes na população. Os estrangeiros representam hoje 0,2% da população. Com a adição de seis milhões nos próximos anos, este percentual subiria para cerca de 3%.
No entanto, sindicatos nacionais temem que trazer mão de obra de fora prejudique a força de trabalho doméstica que, de acordo com eles, é suficiente em termos numéricos, mas precisa de valorização e melhor qualificação.

De acordo com a Pesquisa de Escassez de Talentos 2012 da consultoria internacional Manpower Group, o Brasil é o segundo país do mundo em dificuldade para preencher vagas, atrás apenas do Japão. A falta de candidatos disponíveis e a falta de especialização são apontadas por empresários como as duas principais razões do problema.

Um levantamento da Brasil Investimentos e Negócios (Brain) consultoria que realiza pesquisas sobre a inserção do Brasil no mercado internacional afirma que medicina, engenharia civil, engenharia química e arquitetura são áreas em que o país precisa de mais profissionais do que os disponíveis. De acordo com a Brain, cada profissional estrangeiro empregado no Brasil poderia gerar entre 1,3 e 4,6 empregos para brasileiros.