Brasil registra déficit de quase um bilhão

0
622

Contas do governo ficam no vermelho, no pior resultado em 12 anos

A forte queda na arrecadação por causa da crise financeira mundial fez com que o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrasse um déficit primário superior a 926 milhões em fevereiro de 2009, depois de apresentar superávit de quatro bilhões em janeiro deste ano. Segundo dados do Ministério da Fazenda, este foi o primeiro resultado negativo em fevereiro na série histórica do Tesouro, iniciada em 1997.

Em fevereiro, as receitas do governo (já descontadas as transferências para estados e municípios) tiveram queda de 28,5% em relação a janeiro. As despesas, por sua vez, caíram 20,8% na mesma comparação. Segundo o secretário do Tesouro, Arno Augustin, a crise mundial prejudicou a arrecadação de tributos como o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), que refletem a lucratividade das empresas. Já as despesas de fevereiro foram menores porque o governo gastou menos com o pagamento de sentenças judiciais e com pessoal – uma vez que em janeiro houve concentração do pagamento de férias do funcionalismo.

Ele garantiu, no entanto, que o governo central vai conseguir cumprir sua meta de primário tanto para o primeiro quadrimestre, que será de R$ 17 bilhões, quanto para o ano, de R$ 66,5 bilhões.