Brasileira de 24 anos é estrangulada em cidade do Illinois

0
710

Namorado é o principal suspeito da morte de Tamy Gomes Vazques; polícia trabalha com hipótese de crime motivado por ciúme

DA REDAÇÃO (com agências) – A brasileira Tamy Gomes Vasquez, de 24 anos, foi encontrada morta em sua casa em Springfield, no Estado de Illinois, no domingo (14), mas a notícia só foi divulgada no último final de semana. Os policiais foram contatados às 9h45pm por amigos de Tamy que foram até a casa dela preocupados e confirmaram que ela estava morta. A causa da morte foi estrangulamento.

O principal suspeito do crime é o namorado da vítima Mondavier A. Knight, de 23 anos, que se entregou para a polícia. Knight, descrito pelas autoridades como namorado de Tamy, estaria preso no condado de Yazoo, Mississippi, sob fiança de $2 milhões, e ele deve ser transferido para ser julgado em Illinois.

Segundo a polícia de Springfield, o motivo do assassinato pode ter sido ciúme após uma briga de casal. Tamy Gomes Vasquez morava no exterior havia 12 anos, fazia faculdade e tinha dois empregos.

A médica legista do condado de Sangamon Cinda Edwards disse que não poderia dizer há quanto tempo a brasileira estava morta e nem quando teve o corpo encontrado pelos amigos, já que o resultado da autópsia e os exames de sangue só devem sair nas próximas semanas.

“Com base nas evidências, o namorado a estrangulou, causando sua morte, e depois fugiu para o Mississippi. As investigações vão continuar. Qualquer informação adicional será investigada”, disse um policial.

Retorno ao Brasil
De acordo com Gabriela Rezende, prima de Tamy que está nos EUA para prestar auxílio à sua tia, a brasileira retornaria ao Brasil na quinta-feira (18) para o casamento de uma prima. Tamy seria madrinha. “A família está devastada. Meu tio disse ‘como vou casar uma e enterrar a outra’. Elas eram muito próximas”, disse. As informações são do portal G1.

Gabriela diz que a família não sabia que Tamy estava namorando, mas que amigos da brasileira disseram que os dois formavam “um casal feliz, que se dava bem”. Ela afirma, porém, que o crime pode ter sido motivado por ciúmes. “Num final de semana eles estavam em uma festa e ele ficou com ciúmes dela. Mas não temos certeza porque ninguém da família conhecia ele”. “Ela trabalhava muito, pagava suas contas, era uma menina independente. O que ele fez foi covardia”, desabafa Gabriela.