Brasileira é assassinada em Amsterdã, na Holanda

0
1755

Luana Luz Xavier foi morta na frente dos filhos

DA REDAÇÃO COM G1

ARQUIVO PESSOAL
“Luana

Luana Luz Xavier seria namorada de um criminoso
conhecido no país

Uma brasileira foi assassinada com pelo menos cinco tiros em Amstelveen, que faz parte da área metropolitana de Amsterdã, na Holanda, na última segunda-feira (8).

Segundo informações do jornal holandês NL Times, Luana Luz Xavier, de 34 anos, era namorada do suposto criminoso Najib H., mais conhecido como “Ziggy” e foi morta a tiros na frente dos filhos dela. De acordo com amigos da família, ela deixa três filhos, sendo dois deles ainda bebês, fruto do relacionamento com Ziggy.

Segundo informações de amigos da família, o corpo da vítima, Luana está sendo encaminhado para o estado do Tocantins  onde os pais dela vivem atualmente.

O NL Times divulgou que Luana estava com uma filha adolescente e com um outro filho no momento em que foi morta, mas não deu detalhes sobre as crianças, que teriam ficado com uma vizinha da vítima. Ainda conforme as informações do jornal, o namorado de Luana foi acusado de envolvimento em assassinatos, o que nunca foi provado pela polícia. Ele seria líder de um grupo criminoso na Holanda acusada de tráfico de drogas, roubos e assaltos a joalherias.

Os policiais anunciaram querer contato com qualquer pessoa que tenha imagens do assassinato. Também foi requerida vídeo de segurança de estabelecimentos e casas na vizinhança onde o crime ocorreu.

Em um primeiro momento, as autoridades tiveram acesso a imagens que mostraram um carro pequeno momentos antes do tiroteio. Um vídeo também mostrou um outro veículo e um ciclista passando imediatamente após o tiroteio. Essas testemunhas potenciais podem ter visto os autores e devem entrar em contato com a polícia, segundo anúncio.

Pouco depois do assassinato, uma BMW preta em chamas foi encontrada na esquina da Haya van Somerenlaan e Joke Smitlaan com a placa falsa. Quatro ou cinco rapazes foram embora da BMW dirigindo outro veículo.

Um amigo da família conta que descobriu sobre a morte de Luana também com ajuda de informações de sites holandeses.