Brasileira é uma das mulheres mais poderosas do mundo

0
375

Graça Foster foi ex-catadora de lixo e desde 2012 assumiu o comando da gigante estatal

Brasileira é uma das mulheres mais poderosas do mundo
Mineira comanda a gigante estatal brasileira e tem seu trabalho reconhecido internacionalmente

Na 7ª posição, Maria das Graças Silva Foster, CEO da Petrobras, é a única brasileira na lista das 20 mulheres de negócios mais poderosas do mundo, publicada pela revista Forbes. Graça Foster, como é conhecida, é considerada o braço direito da presidente Dilma Rousseff na estatal. Foi Dilma, aliás, quem a escolheu para o cargo.

Maria das Graças Silva Foster, que nasceu em Caratinga, em 26 de agosto de 1953, é casada, tem dois filhos e uma neta. Ela é uma engenheira química brasileira, executiva de carreira da Petrobras, foi diretora de gás e energia da empresa, assumindo a presidência da companhia em 13 de fevereiro de 2012.

A história da 7ª mulher mais poderosa do mundo começou cedo, trabalhando como catadora de lixo. Ela cresceu no Morro do Adeus, que hoje faz parte do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, ocupado pela polícia em 2010. Aos oito anos, começou a trabalhar como catadora de papel, garrafas e latas para ajudar a família e para comprar material escolar. Sem descuidar dos estudos, formou-se em engenharia química, fez mestrado, pós-graduação em engenharia nuclear e MBA em economia. Graça Foster, como é mais conhecida, começou a trabalhar na Petrobrás há 32 anos como estagiária.

A empresa é uma gigante e os números falam por si: é quase três vezes maior do que a segunda do ranking, a Vale, e equivale a dez BR Foods em faturamento. A Petrobras é um dos destaques do recém-lançado Índice Dow Jones de Sustentabilidade dos Mercados Emergentes (DJSI Emerging Markets). Criado este ano, o índice é formado por 69 empresas de 12 países e 37 setores da economia.

Em 2012, Maria das Graças Silva Foster foi eleita pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) a Personalidade do Ano 2012. O Prêmio Abimaq é um reconhecimento às pessoas que contribuem para o desenvolvimento, o fortalecimento e a competitividade da indústria nacional brasileira de máquinas e equipamentos.

O ranking é liderado por Sheryl Sandberg, presidente do conselho de administração do Facebook. Outros destaques são Irene Rosenfeld, CEO da Kraft Foods, na 4ª posição; Meg Whitman, CEO da Hewlett-Packard, na 6ª posição; Arianna Huffington, editora-chefe de jornalismo da American Online, na 12ª posição; a estilista Diane von Furstenberg, na 14ª posição; e Shery McCoy, nova CEO da Avon, na 15ª posição.