Brasileira vai comandar modernização da BBC em Londres

0
1105

Ana de Moraes vai ocupar uma das mais importantes cadeiras na direção da gigante rede de comunicação britânica


Ana de Moraes tem um grande desafio profissional pela frente

Da Redação com The Independent – Ela começou sua carreira como jornalista na área de informática no Brasil, agora, Ana de Moraes, de 36 anos, será a responsável pela modernização da grade de shows de uma das maiores redes de comunicação do mundo, a BBC em Londres (Inglaterra). O cargo que ela vai ocupar está sendo chamado como o “papel mais criativo dentro da BBC”.

O prestígio da brasileira está em alta. Ela foi procurada para o cargo. O diretor de televisão da BBC, Danny Cohen, tirou a brasileira da empresa Twenty Twenty Productions, onde ela mostrou todo o seu potencial lançando a carreira de Gareth Malone no programa “The Choir”.

A jornalista terá a tarefa de liderar a Central de Desenvolvimento modernizando os times de produções. A área é comandada pelo prório Cohen. “Vai ser um desafio, especialmente agora que a BBC passa por um processo de mudanças”, disse ela à imprensa britânica.
“Às vezes os programas feitos na própria BBC são deixados de lado pela produção local. É o momento de encontrar novos talentos e mostrar novas ideias”, disse a brasileira empolgada com a nova empreitada.

A BBC reconhece que a brasileira foi a responsável pelo sucesso do apresentador Malone, o programa já ganhou vários prémios. Ana também trabalhou para o canal BBC1 onde estava nos bastidores do programa “Garrow’s Law”, que também foi premiado pelo Royal Television Society como melhor programa de história.

Outro trabalho da brasileira foi no programa “The World’s Strictest Parents”, onde ela era a responsável pelo canal dirigido ao público jovem.
A jornalista já trabalhou em um projeto de moda com a pop star Rihana. “Foi muito legal a minha experiência na indústria da música”, contabiliza.

Depois de deixar a area de jornalismo em jogos eletrônicos, no Brasil, Ana de Moraes foi para a Inglaterra no ano 2000 quando começou a trabalhar para um jornal brasileiro em Londres. Depois disso, ela passou para a Endemol, uma produtora independente, antes de chegar a Twenty Twenty em 2004. Em pouco tempo ela foi promovida a diretora de Desenvolvimento.

Tim Carter, chefe executivo da Twenty Twenty, ex-chefe da brasileira, disse que ela tem um talento expecional. “Já vi todo tipo de profissional nesse ramo, mas poucos são genuinamente criativos. Ana é um deles”, elogiou.