Brasileiro acusado de golpes desaparece deixando dívidas na Flórida

0
2245

Fabiano Moreira teria enganado trabalhadores da área de construção civil; segundo um pedreiro, ele não pagou por serviços prestados e ainda ameaçou reportá-lo à imigração

Joselina Reis

Aparentemente usando de muita boa conversa, o brasileiro Fabiano Moreira tem deixando muita gente furiosa na comunidade brasileira no sul da Flórida. Ele é acusado de dar golpes na área da construção civil – seja por contratantes que pagaram por serviços não feitos, ou por trabalhadores que não receberam pelos serviços prestados.

No Departamento de Licenças do condado de Broward, o investigador David Burgenho afirma à reportagem do AcheiUSA que existe uma ação contra Moreira. O departamento deu ganho de causa à vítima (um investidor brasileiro) e multou o acusado em $500 por falta de licença para trabalhar no ramo.

De acordo com Burgenho, se houver mais uma reclamação contra Moreira ou for provado que ele tem feito publicidade como prestador de serviços na área de construção civil no condado de Broward, a multa passará de $500 para $2 mil e ele responderá a processo criminal. “Depois disso, o próximo passo é emitir um pedido de prisão preventiva’’, disse o investigador.

No entanto, segundo investigação das próprias vítimas, Moreira pode estar longe do estado da Flórida. “Vimos fotos dele em Massachusetts, no Facebook. Mas desde que o caso se tornou público naquele estado, ele sumiu’’, conta J., uma das vítimas.

J. é um investidor brasileiro conta que caiu em uma cilada preparada por Fabiano e um amigo do acusado. Quando esse amigo se mostrou interessado em uma propriedade do investidor, solicitou que mudanças fossem feitas e indicou Moreira para o trabalho.

Moreira tinha material de boa qualidade e preço excelente. Pediu um adiantamento e depois desapareceu com o dinheiro e o material de construção. “Ele teve a coragem de aparecer na corte quando eu o processei e dizer que a situação seria resolvida’’, lembra o investidor, que perdeu aproximadamente $2,1 mil. A corte no condado de Broward deu ganho de causa para J. em abril de 2014, mas ele ainda não foi ressarcido.

Também vítima do acusado, Antônio Bernardino conta que foi chamado por Moreira para um trabalho como eletricista. Mas o que o brasileiro queria realmente era ajuda para devolver galões de tinta em uma loja Home Depot. “Ele queria usar minha licença para devolver o material. Eu recusei. Só depois soube que era material roubado’’, lembra.

O pedreiro brasileiro N. conta que Moreira se aproveitou de que ele estava à procura de emprego e o contratou, porém nunca pagou os $400 por uma semana de trabalho duro. “Ele se aproveita de quem está chegando, não tem documento e, além de prometer um valor abaixo de mercado ainda se recusa a pagar’’, conta.  Ele encontrou com Moreira por diversas vezes e exigiu o pagamento, mas a única coisa que recebeu foi ameaça de ser denunciado para a imigração.

AcheiUSA tentou contato
Moreira, que se diz proprietário da empresa Fabiano Moreira Services, não foi encontrado pela reportagem do AcheiUSA para entrevistas. Ele tem como sede da sua empresa o endereço 3705 W 13 Terrace, Pompano Beach, mas informou à corte de Broward o endereço 10470 Sleepybrook Way, Boca Raton. A sua empresa atendia pelo telefone (954) 366 5991.

No website da corte do condado de Broward existem seis casos contra ele, em andamento desde 2010, incluindo dois despejos e pequenas causas.

Segundo o investigador Burgenho, qualquer pessoa que se sinta lesada pode recorrer à Justiça. Ele pode ser contatado pelo telefone (954) 765-4400 ext. 9844.