Brasileiro é baleado por causa de briga de trânsito

0
768

Incidente aconteceu na I-75 e Itamar Silva está fora de perigo. Atirador (foto) diz que agiu em legítima defesa

Uma briga de trânsito quase acaba em tragédia para uma família brasileira no sul da Flórida. Depois de um incidente na I-75, próximo à Palmetto Expressway, Itamar Silva foi baleado, mas está fora de perigo. O atirador, Vahid McLaughlin, morador de Weston, diz que agiu em legítima defesa, mas está sendo acusado de tentativa de assassinato.
Tudo aconteceu na noite de terça-feira, quando – de acordo com o depoimento de McLaughlin – o carro dirigido pelo sobrinho de Itamar, Raphael Cardozo, praticamente parou na rodovia expressa, o que teria causado um acidente e provocado uma intensa discussão no acostamento da pista. “Eles me xingaram e começaram a me atacar, com agressões na cabeça e no rosto. Foi aí que eu saquei a arma e atirei”, justificou o americano, alegando que apenas se defendeu.
A situação só foi controlada porque nas redondezas estava um policial à paisana que separou os brigões. O brasileiro, de 40 anos, foi levado imediatamente para o Ryder Trauma Center, no Jackson Memorial Hospital, em situação crítica. Já McLaughlin passou a noite na prisão e só foi liberado na quarta pela manhã, depois de pagamento de fiança. “Eu espero que ele esteja bem, mas eu é que sou a vítima na história”, disse o acusado em relação a Itamar.
Para o porta-voz da Florida Highway Patrol, tenente Alex Annunziato, é realmente triste que um simples acidente de trânsito possa gerar um problema desses, com alguém indo parar no hospital. As pessoas não deveriam perder a paciência assim tão facilmente”, afirmou o policial, acrescentando que todos os envolvidos no caso podem enfrentam acusações criminais. Este, aliás, não foi o único incidente do tipo na região: um outro homem foi baleado na I-95, perto de Fort Lauderdale, em situações ainda não esclarecidas.