Brasileiro foi morto após responder anúncio de garota de programa

0
6830

Da redação com NBCMiami – O brasileiro Gustavo Cabral, de 31 anos, foi sequestrado, roubado e morto após responder a um anúncio de uma garota de programa em Miami. O corpo do brasileiro foi encontrado no dia 1 de dezembro na garagem de uma casa abandonada em Lake Worth. Mas até a garota ser presa a versão da divulgada era que o brasileiro teria tentado comprar drogas quando foi morto.

Cabral teria contratado os serviços de Koral Bem Shimon, 20 anos, através do website backpage.com. Os dois marcaram um encontro em um motel e quando o brasileiro chegou ao quarto, dois homens saíram do banheiro armados e mascarados.

Segundo depoimento de Shimon, os dois americanos – Ilmart Christophe e Jefty Joseph, ambos de 20 anos – amarraram o brasileiro, forçaram-no a aumentar os limites dos cartões de crédito e mais tarde levaram Cabral até caixas eletrônicos onde ele retirou dinheiro e entregou à dupla.

Os dois americanos levaram Cabral até uma casa abandonada e o mataram com um tiro na cabeça. Vizinhos ouviram o disparo, chamaram a polícia e os dois foram presos na mesma noite. Já Karol Shimon foi presa no final de dezembro e confessou o golpe, mas afirmou que não sabia que os dois iriam matar o brasileiro e nem estava presente durante o assassinato.

Testemunhas do local onde Cabral foi encontrado morto afirmaram que apenas três homens entraram na casa abandonada.

Em seu depoimento Shimon revelou que Cabral implorou para que não o matassem. “Ele estava tão apavorado que mal podia falar”, contou a garota de programa.