Brasileiro preso pela imigração em Deerfield

0
532

Gilvan Santos foi vítima de uma ação policial de trânsito que resultou em detenção

Infelizmente, um membro da comunidade brasileira vive momentos de aflição por estar dirigindo sem a carteira de motorista. O pintor Gilvan Santos estava dirigindo seu veículo nesta terça-feira de manhã quando foi parado por um policial na esquina da Hillsboro Boulevard com a 44th Street. Logo em seguida, surgiram dois agentes do Serviço de Imigração que algemaram Gilvan e o levaram para a prisão em Pompano Beach.

Agora, sua esposa, Celma, e as duas filhas (uma de 7 anos e uma de dois meses nascida aqui nos EUA) estão desamparadas. Celma conversou por telefone com Gilvan, mas não pôde ir até a prisão com medo de ser detida, porque ela também está indocumentada.

Vivendo aqui há oito anos, o paraense de Rondon mesma cidade de Celma é um homem religioso; ambos integram o Ministério da Música da Igreja Católica Nossa Senhora da Paz, em Delray Beach.

No momento, a esposa está conversando com dois advogados para ver se alguém gostaria de representar Gilvan na Corte de Imigração, mas ainda não fechou com ninguém. Gostaria de encontrar um advogado que pudesse pegar o caso e nos ajudasse nesta situação difícil. Mas o que mais desejo mesmo é ver meu marido em liberdade, disse com tristeza Celma, que não possui parentes aqui.

Alguns poucos amigos estão ajudando a mulher a superar este momento de tristeza. Portanto, está mais do que na hora de a comunidade se juntar para tentar minimizar esta situação.

Se você tiver algum tipo de apoio para dar, seja espritual ou material, entre em contato com Celma Santos pelo telefone (561) 929-2569. Com certeza, ela ficará bastante agradecida.