Brasileiros à procura de casamentos por conveniência na Espanha

0
1599

Prática comum entre imigrantes nos EUA custa na Europa até 15 mil dólares

A crise econômica tem juntado espanhóis e imigrantes na ilegalidade. A prática dos casamentos arranjados, que é comum nos Estados Unidos, virou moda na Europa e custa até 15 mil dólares ara os estrangeiros que buscam a regularização na comunidade européia. A polícia local afirma que vários brasileiros já foram detidos por participar de uniões civis e religiosas em troca de documentos.
O número de nossos conterrâneos nessas atividades ilegais quase quadruplicou em um ano e meio, segundo as autoridades, e os brasileiros estão entre as três nacionalidades que mais se envolvem neste tipo de negócio – ao lado de colombianos e nigerianos. Os jornais e a Internet oferecem diversas propostas deste tipo e um dos sites mais conhecidos na Espanha, o Hispavista, tem cerca de dois milhões de contatos diários nesta seção. Mas os agentes já estão de olho neste tipo de crime.
Pelas estatísticas do Ministério do Interior, em 2007 houve 70 casos de casamentos fraudulentos entre um cônjuge espanhol e outro brasileiro; no ano passado foram 259 expedientes policiais, um aumento de 270%. “O aumento é fruto de contatos entre as comunidade: um imigrante consegue um espanhol que tem um amigo e este amigo vai passando adiante, num efeito dominó que tende a acabar na Justiça”, disse o detetive Alvaro Peña.