Brasileiros conseguem chegar ao topo do Monte Everest

0
750

Eduardo Keppke e Rodrigo Raineri enfrentaram temperaturas de 50 graus negativos na maior montanha do mundo

Os brasileiros Eduardo Keppke e Rodrigo Raineri fizeram história esta semana: os dois conseguiram chegar ao topo do Monte Everest, o mais alto do mundo, com 8.850 metros de altitude, numa façanha só alcançada por outros cinco conterrâneos. Eles iniciaram o ataque ao cume na segunda-feira e levaram 17 horas para chegar até lá. A dupla escalou a montanha pela chamada Face Sul, no Nepal.
Antes de Eduardo e Rodrigo, apenas outros cinco brasileiros alcançaram o topo do mundo utilizando cilindros de oxigênio suplementar
Ana Elisa Boscarioli, Vitor Negrete, Mozart Catão, Irivan Burda e Waldemar Niclevicz. A história do país nesta aventura tem alguns capítulos trágicos, o principal deles a morte de Negrete, em 2006. O alpinista chegou ao topo da montanha pela Face Norte (Tibet) sem usar oxigênio, mas morreu a 8.300 metros, no acampamento 3. Rodrigo, por sinal, era seu parceiro na empreitada, mas retornou mais cedo, sem chegar ao cume.

Um ano antes, Rodrigo também havia tentado a escalada, mas, ao chegar a 8.800 metros, decidiu voltar por motivos de segurança. Desta vez, porém, ele cumpriu todo o trajeto, sendo que no meio do caminho, ele passou a encarar a subida com a ajuda de cilindros de oxigênio suplementar. A temperatura no local, segundo os alpinistas, chega a 50 graus negativos.