Brasileiros desvendam elo entre Alzheimer e depressão

0
464

Cientistas brasileiros descobriram o mecanismo responsável pela associação entre a doença de Alzheimer e a depressão. Em anos de estudo sobre a doença, os médicos perceberam que os transtornos depressivos são as manifestações psiquiátricas mais comuns do paciente com Alzheimer, mas faltava até agora a relação química entre os dois fatores. O estudo da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) concluiu que neurotoxinas chamadas oligômeros de abeta, presentes em maior quantidade no cérebro dos pacientes com Alzheimer, são capazes de levar a sintomas de depressão. O tratamento feito com antidepressivos em ratos de laboratório reverteu o quadro depressivo e melhorou a memória. A descoberta dos brasileiros foi publicada na revista americana Molecular Psychiatry.