Brasileiros eram levados como escravos sexuais para Espanha

0
1097

Polícia disse que homens eram aliciados e drogados para se prostituir 24 horas por dia

Acostumada a lidar com a exploração de mulheres, a polícia espanhola desarticulou, pela primeira vez, uma rede de tráfico de homens – na maioria brasileiros. Depois de cinco meses de investigações, as autoridades prenderam 14 pessoas em várias cidades do País e revelou detalhes do esquema: os homens eram aliciados com falsas promessas, principalmente no Maranhão, e depois de mandados para diferentes localidades da Espanha – Palma de Mallorca, Madri, Barcelona, Alicante e León, por exemplo. Para se prostituírem as 24 horas por dia, as vítimas eram obrigadas a se drogarem e usarem estimulantes sexuais.
Os policiais descobriram que os homens acreditavam que trabalhariam como modelo ou dançarino de boate. Mas, ao chegar no destino, a realidade era bem diferente. Além disso, tinham que entregar aos chefes do grupo metade do que ganhavam com os programas e ainda um dinheiro pelo alojamento. Quem não acietava as condições era ameaçado de morte. Ao todo, 14 pessoas foram presas e e acusadas de pelo menos três crimes, entre eles esquema prostituição, formação de quadrilha, fornecimento de substâncias ilegais e atentado contra os direitos dos cidadãos estrangeiros.