Brasileiros têm típica fazenda mineira no sul da Flórida

0
4970

Fogão a lenha, comida mineira e quintal com galinheiro e pomar a cinco minutos de Fort Lauderdale

O melhor da culinária mineira no fogão a lenha. No destaque, o casal Elizeu e Regina, proprietários da Fazendinha
O melhor da culinária mineira no fogão a lenha. No destaque, o casal Elizeu e Regina, proprietários da Fazendinha

Ana Paula Franco

O cheiro de lenha queimando, o aroma do café, do bolo de fubá e do pão de queijo no ar levam o visitante da “Fazendinha” a se sentir numa autêntica fazenda típica do interior de Minas Gerais. Mas, na verdade, ele está a cinco minutos do centro de Fort Lauderdale.
A responsável pelo local é a mineira de Coronel Fabriciano, Regina Kátia e seu marido Elizeu Silva, natural de Fortaleza. Regina conta que o casal comprou a casa em 1995 e o local é tombado pelo patrimônio histórico. A casa, no estilo rústico, é toda de madeira, tem lareira e não tem armários. O fogão a lenha dá o charme especial à fazenda e é nele que Regina cozinha maravilhas como caldos variados (mandioca, feijão), arroz, pastel, biscoito de polvilho frito, pão de mandioca, pudim, bolo de mandioca, ovos cozidos, goiabada com queijo, farofa, feijão tropeiro, frango com quiabo, doce de leite, entre outras delícias.

Regina tem dois filhos: Caio, de 25 anos, e Mathew, de 19. Todos moram na casa que eles abrem aos sábados para visitantes. Quem tiver interesse, basta entrar em contato com ela e eles servem um jantar todo feito no fogão a lenha com todas as iguarias descritas acima. “As pessoas chegam aqui por volta das 5 da tarde e não conseguem ir embora rápido, como acontece na maioria dos restaurantes nos Estados Unidos. Eles chegam, apreciam a comida, passeiam no quintal, as crianças brincam com os animais. Depois, sentamos em torno de uma fogueira ao som do autêntico forró de Zé Ramalho”, conta Regina. O jantar custa $12 para adultos e $6 para crianças.

O local é frequentado em sua maioria por famílias brasileiras, mas também por americanos que se surpreendem e adoram. “É uma realidade muito diferente da deles. Eles chegam aqui e ficam encantados com a comida, com a receptividade e com o local”. Para as crianças, a diversão é visitar o galinheiro e correr pelo quintal. Ela conta que, certa vez, os vizinhos chamaram os bombeiros porque viram a fumaça da fogueira e pensaram que a casa estava pegando fogo. “Foi muito engraçado, os bombeiros chegaram e ficaram admirados com o lugar, viram que a fumaça vinha da fogueira e se divertiram também”.

Regina e Elizeu estão indo para o Brasil na próxima semana para uma visita e vão aproveitar para trazer uma máquina de moer cana. A proprietária ressalta que o foco da Fazendinha é manter a tradição por meio de produtos naturais e orgânicos. “Queremos que o visitante fique à vontade, que o brasileiro mate um pouco a saudade do Brasil e que os americanos conheçam um pouco da nossa cultura”, resume.
Quem quiser visitar a Fazendinha, basta agendar pelo telefone (954) 465-1900.