Broward Sheriff Office abre curso para treinar brasileiros

0
617

Objetivo é desmistificar o medo que muitas pessoas da comunidade têm quando é preciso lidar com policiais

Joselina Reis

O Broward Sheriff Office (BSO) está treinando líderes da comunidade brasileira sobre o funcionamento do sistema criminal americano. Pelo menos trinta pessoas, entre religiosos e empresários, vão participar por dez semanas do BSO Brazilian Leardership Academy, na sede da New Life Brazilian Christian Center, em Pompano Beach.

O curso teve início no último dia 14 de maio e a cerimônia de encerramento está marcada para o dia 7 de agosto.

Durante os encontros semanais, os participantes poderão esclarecer dúvidas sobre os problemas mais comuns enfrentados pelos brasileiros com a polícia.

Muitos não sabem falar inglês.

Esses líderes passarão essas informações adiante. Eles serão nossa voz na comunidade, explica a coordenadora de projeto especiais do BSO, Cheryl Vara.

Essa é a segunda vez que a comunidade brasileira é convidada para um curso como este. Porém, a coordenadora do projeto reforça que esta versão do Brazilian Academy é a mais abrangente já planejada pelo BSO. Em 2004, cerca de trezentos brasileiros participaram nas quatro noites de palestras. Desta vez, além dos encontros semanais, os líderes visitarão um presídio, conhecerão a unidade de aviação do BSO, assistirão a uma demonstração de cães treinados e usarão o simulador de força policial.

Cheryl Vara explica que o simulador também é usado para o treinamento de policiais em Broward. Os integrantes do curso terão que decidir, durante situações planejadas por computador, quando o policial pode atirar ou não em suspeitos. Nós queremos que eles entendam como os policiais trabalham e como os cidadãos podem se comportar durante uma abordagem policial.

Segurança em primeiro lugar, revela a coordenadora.

Informação correta

Na ultima segunda-feira, 21 de maio, o policial Al Cardarelli apresentou um resumo sobre o sistema de justiça criminal.

Ele e o policial brasileiro Ricardo Braga esclareceram dúvidas da platéia sobre crimes mais comuns na região e as possíveis penalidades impostas. O assunto principal da noite foi a diferença entre misdemeanor e felony.

Sendo o primeiro, considerado leve e o segundo mais grave, com pena prevista de pelo menos um ano de cadeia.

O líder da comunidade brasileira na Igreja Episcopal São Nicolas, Erminio Spalla, participou do curso e comemora a iniciativa. Ele lembra que a falta de informações leva muitos brasileiros a ter medo da polícia. Segundo Spalla, é comum que, depois da missa em português, pessoas o procurem em busca de esclarecimento. Muita coisa que eles acreditam não é verdade. Se a polícia parar seu carro no trânsito, eles não vão ligar para a imigração, explica.

Entre os temas a serem abordados nos próximos encontros estão investigação criminal, violência doméstica e contra criança; problemas de drogas entre adolescentes; gangues e estelionato.

O Broward Sheriff Office oferece o curso Citizen Academy regularmente, em inglês, três vezes ao ano, ano, com duração de treze semanas.