Bruno Senna correrá pela Honda em 2009

0
650

Contração do sobrinho de Ayrton acelera aposentadoria de Barrichello

Um brasileiro chega, mas outro deixa a Fórmula 1. Depois de muitas negociações, que já duravam quase quatro meses (desde os testes coletivos em novembro do ano passado), a Honda anunciou que terá Bruno Senna como um de seus pilotos na temporada 2009. O sobrinho de Ayrton Senna contou com a ajuda de pelo menos um de seus patrocinadores – a Embratel – para assinar contrato de três anos com a equipe, que havia anunciado que deixaria a categoria mais importante do automobilismo mundial. A estréia de Bruno, de 25 anos, será provavelmente no Grande Prêmio da Austrália, no dia 29 de março.

A boa notícia em relação à Bruno representa uma derrota para outro paulista: o jovem vai ocupar a vaga que era de Rubens Barrichello, acabando com as esperanças do veterano em continuar no circo da Fórmula 1, já que a Honda confirmou que o companheiro de equipe de Bruno será o britânico Jenson Button. Os dois vão participar dos únicos testes da equipe na pré-temporada, que acontecem entre os dias 9 e 12 de março, em Barcelona.

“Com certeza, será um grande desafio. Nos últimos anos, nenhum piloto estreou com tão pouca quilometragem. Vou andar de 1.000 km a 1.200 km antes da primeira corrida. Mas é melhor começar na F-1 assim, de uma maneira difícil, do que ficar fora. Como não será por uma equipe de ponta, a pressão será menor”, declarou o sobrinho do grande tricampeão.
Bruno chega à Fórmula 1 após uma carreira meteórica, recolocando o sobrenome na competição após 15 anos. O jovem foi kartista na infância, mas abandonou as pistas desde a morte do tio, em 1994. Até que em 2004 voltou ao esporte incentivado pelo ex-piloto Gehrard Berger, que arrumou uma vaga para o brasileiro na F-BMW inglesa. Os bons resultados na F-3 inglesa o levaram para a GP2, onde conquistou o vice-campeonato em 2008. Bruno será o terceiro brasileiro na Fórmula 1 em 2009, ao lado de Felipe Massa e Nelsinho Piquet.

Com as vagas para a temporada fechadas, Barrichello, que já disputou 268 corridas e obteve nove vitórias, vai abandonar a Fórmula 1. Ele agora negocia com a equipe Vogel para disputar a próxima temporada da Stock Car.