Bush conversa com Lula sobre comércio e biocombustíveis

0
865

Presidente dedicou a manhã a telefonemas no Palácio da Alvorada

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, conversou nesta terça-feira pela manhã com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre comércio, biocombustíveis e energia.
A informação foi divulgada pelo secretário de Imprensa da Casa Branca, Tony Snow, durante seu comunicado diário.

A conversa se deu durante o telefonema dado por Bush a Lula para parabenizá-lo pela vitória na eleição de domingo.

Snow qualificou os temas discutidos pelos dois líderes como assuntos de interesse mútuo, disse que conversa durou cerca de cinco minutos e foi “muito amigável”.

“Espetacular”

Em Brasília, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que esteve com Lula no Palácio da Alvorada, contou que Bush congratulou Lula pela sua vitória “espetacular”.

Amorim qualificou o diálogo entre os dois presidentes como tendo sido muito caloroso.

De acordo com o ministro, Bush chegou até a brincar e dizer que gostaria de ter o “know-how” de Lula para ajudar o Partido Republicano a sair vitorioso nas eleições parlamentares americanas no próximo dia 7.

“Você teve uma vitória espetacular, precisa me dar um pouquinho do seu know-how porque estou precisando para ganhar agora”, disse Bush a Lula, segundo Amorim.

Além de felicitar Lula pela reeleição, Bush também teria convidado Lula para uma visita. O presidente teria respondido que irá aos Estados Unidos “em breve”.

Outros telefonemas

A manhã de Lula no Palácio da Alvorada foi dedicada a telefonemas internacionais. De acordo com Celso Amorim, o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, também ligou para o presidente.

O ministro revelou que, no caso de Blair, o convite para uma visita teria partido de Lula, que sugeriu ao líder britânico que venha ao Brasil.

Blair também cumprimentou Lula pela vitória de domingo e conversou rapidamente com o presidente sobre a importância da retomada das negociações multilaterais na OMC (Organização Mundial de Comércio).

O chanceler Amorim reforçou a expectativa de que o presidente Lula não participe da reunião da Cúpula Ibero-Americana, que será realizada em Montevidéu a partir de sexta-feira. “A inclinação do presidente é descansar um pouquinho”, afirmou Amorim.

O presidente da China, Hu Jintao, também enviou uma mensagem de felicitações a Lula.

De acordo com o ministro chinês das Relações Exteriores, Liu Jianchao, a China acredita que a “parceria estratégica” com o Brasil vai se desenvolver ainda mais no segundo mandato de Lula.