Cai número de brasileiros deportados na Europa

0
764

O número de brasileiros barrados ao tentar entrar em países da União Europeia caiu 59% nos últimos quatro anos. Com isso, o Brasil caiu do quarto lugar para o décimo na lista de estrangeiros mais recusados nas fronteiras do bloco.

De acordo com a Agência Europeia de Controle de Fronteiras (Frontex), 2.524 brasileiros foram impedidos de entrar nos países europeus em 2013, em comparação com 6.178 em 2010.

A grande maioria dos casos ocorreu nos aeroportos europeus, onde os brasileiros deixaram de ser, pela primeira vez no ano passado, a nacionalidade mais barrada desde que a Frontex começou a contabilizar estes dados, em 2008.

Por via aérea, 2.481 entradas foram recusadas no ano passado, muito menos do que as 6.072 em 2010. Brasil é o único país da América Latina que está os dez primeiros da lista de barrados na fronteira.

Considerando todas as fronteiras – aérea, marítima e terrestres -, os dados mais recentes da Frontex indicam que, entre 2012 e 2013, o fluxo de brasileiros impedidos de entrar nos países da UE caiu 17%. Isso situa o Brasil como o terceiro país com a maior redução, atrás de Ucrânia e Georgia.

Os números são bem positivos se comparados com 2010. Naquela época, a Frontex afirmou que os brasileiros eram os estrangeiros que mais tiveram a entrada recusada nos aeroportos da União Europeia e o sexto maior grupo de extraditados, devido a permanências ilegais descobertas.