Cai o número de indocumentados nos EUA

0
725

Pesquisa mostra que recessão e rigor da polícia de imigração realmente provocaram o êxodo

As comunidades de estrangeiros nos Estados Unidos já haviam percebido que muitos de seus integrantes estavam deixando o país, mas agora a confirmação veio por intermédio de uma entidade que congrega especialistas em assuntos imigratórios. De acordo com o Centro para Estudos de Imigração, de Washington DC, o número de indocumentados na América caiu 11% nos últimos meses, devido principalmente à recessão e ao endurecimento das leis contra os imigrantes.

Os dados (não-oficiais) da entidade indicam que em agosto de 2007 o número de indocumentados era de 12,56 milhões, mas foi reduzido para 11,2 milhões em maio deste ano, num êxodo de pelo menos 1,3 milhão de pessoas. Como no mesmo período as deportações não somaram sequer 20% deste total, a conclusão do estudo é que muitos estrangeiros decidiram ir embora dos EUA voluntariamente. “A evidência é poderosa e consistente, a fiscalização está tendo o efeito desejado”, afirmou Steven Camarota, principal autor do estudo e diretor de pesquisa do centro.

A análise – baseada em cálculos feitos com dados mensais coletados pelo Censo dos EUA – também indica que o desaquecimento da economia dos EUA é responsável em parte pelo fenômeno. O estudo prevê que a população de imigrantes ilegais pode ser reduzida pela metade nos próximos cinco anos se a tendência continuar.

A pesquisa, no entanto, mereceu críticas de outros especialistas. Para Angela Kelley, diretora do Centro de Políticas para Imigrantes, declarou que a análise carece de dados concretos e apresenta uma “falha lógica”. Para ela, a pesquisa é sobre uma população “quase impossível de ser mensurada com precisão”.