Califórnia legaliza o casamento homossexual

0
892

A primeira união aconteceu ontem, entre as octagenárias Phyllis Lyon e Del Martin, que viviam juntas há 55 anos

Após anos de disputa judicial os homossexuais da Califórnia finalmente viram seu sonho tornar-se realidade. Depois de Massachusetts, o estado tornou-se o segundo do país a legalizar o casamento gay.
A primeira união aconteceu ontem, segunda-feira (16), entre as octagenárias lésbicas Phyllis Lyon e Del Martin, que viviam juntas há 55 anos. O prefeito de São Francisco, Gavin Newsom, foi quem presidiu o casamento histórico. Elas foram as primeiras a casarem-se há quatro anos, quando o prefeito realizou 415 matrimônios gays em cinco dias. Todas as uniões foram invalidadas pelo governo do estado, quando então se iniciou a extensa batalha judicial.
Há um mês a Suprema Corte da Califórnia declarou inconstitucionais as leis estaduais que proíbem o casamento entre homossexuais. A enxurrada de casamentos gays obrigou alguns cartórios a estenderem seu horário de funcionamento para atender aos casais mais impacientes.
Contra-ataque
A sentença que tornou o Estado o segundo dos Estados Unidos a autorizar casamentos entre homossexuais – depois de Massachusetts – representou um balde de água fria para várias organizações conservadoras e religiosas, para as quais os juízes do tribunal extrapolaram suas funções.
Numerosas organizações conservadoras e religiosas esperam contra-atacar no mês de novembro, quando os californianos votarão por mudanças na Constituição do Estado, que define o casamento como “a união de um homem com uma mulher”.
Até lá, a expectativa é que ocorra um casamento a cada cinco minutos, no estado. Acredita-se que até 2010, mais de 103 mil casais oficializem sua união homossexual. Especialistas também afirmam que mais de 68 mil casais de outros estados devem viajar até a Califórnia para entrar na fila.