Canadá nega visto de entrada a ex-mulher de Nelson Mandela

0
595

O Canadá negou o visto de entrada para a líder sul-africana contra o apartheid Winnie Madikizela-Mandela, 70, que assistiria a uma ópera que conta a história de sua vida em Toronto, em um evento que visa levantar fundos para a África.

Madikizela-Mandela, ex-mulher do ex-líder africano Nelson Mandela, já estava de malas prontas e seguia para o aeroporto quando a Embaixada canadense a avisou de que não poderia entrar no país, de acordo com organizadores do evento em Toronto.

“As razões não foram esclarecidas”, disse Carole Adrianns, diretora da organização MusicaNoir, que levanta fundos para a África por meio de eventos culturais.

“A família Mandela estava muito confiante de que obteria o visto”, afirmou ela.

Agentes da imigração em Ottawa não foram encontrados para comentar a decisão.

Adrianns disse ter ficado surpresa com a decisão, já que Madikizela-Mandela esteve em Nova York em 19 de maio para receber um prêmio por seu trabalho no combate a Aids.

Madikizela-Mandela tornou-se uma personalidade controversa na África do Sul depois de ser condenada, em 1991, pela morte de um ativista de 14 anos.

No entanto, ela continua a ser admirada por muitos sul-africanos devido à sua batalha contra o apartheid durante os 27 anos que Nelson Mandela ficou preso, até 1990.