Cantores se reúnem para defender causa imigrante

0
631

Iniciativa inspirada no projeto ‘We Are the World’ quer chamar atenção para o problema nos EUA

Quem não se lembra de 1985, quando 45 dos maiores nomes da música se reuniram num estúdio de Los Angeles para gravar a canção ‘We Are the World’ com o objetivo de arrecadar dinheiro para as vítimas da fome no continente africano? Pois agora, 25 anos depois, um outro grupo de artistas também quer chamar a atenção para um problema, desta vez dentro dos Estados Unidos: o preconceito contra imigrantes.

Para isso, músicos como Carlos Santana, Ramón Ayala, Willie Nelson e outros decidiram se unir para cantar Sí se puede (ou ‘Sím, é possível’, na tradução para o português), um tema que pretende homenagear os mais de 10 milhões de imigrantes que vivem na América. A ideia do elenco latino é produzir um álbum, cuja renda será revertida para a causa.

A canção faz parte do ‘Project of love’ (Projeto de amor) e destaca a trajetória do ativista César Chávez Estrada, que durante sua vida lutou demais pelos imigrantes aquí nos Estados Unidos. A música Sí se puede será lançada no dia 31 de maio, mas os CDs só começarão a ser vendidos no segundo semestre, pela gravadora Hermes Music

César Chávez morreu em 1993 e até seu último suspiro lutou por uma reforma imigratória ampla. A frase ‘Sim, é possível’, que dá nome à música, era uma de suas marcas registradas, pois ele sempre achou que os imigrantes unidos poderiam atingir seus objetivos de viver com dignidade na América e perseguir seus sonhos de uma vida melhor.

O trabalho será lançado em meio a um ambiente de ódio e incerteza, admitiu um representante da gravadora, referindo-se à recente lei de imigração aprovada no Arizona, por coincidência o estado natal de César Chavez, filho de imigrantes mexicanos.

Além de Carlos Santana, Ramón Ayala e Willie Nelson, já confirmaram participação no projeto os grupos El Tri e Intocable, Reyli, Mario Domm y Tatiana.