Caos nos EUA por causa das fortes nevascas

0
602

Cidades como Chicago e New York praticamente pararam

Dois dias seguidos de uma intensa tempestade de neve na região nordeste dos Estados Unidos praticamente paralisaram algumas das principais cidades do país. Em Chicago, por exemplo, a nevasca foi considerada a pior em décadas: quase 50 centímetros de neve, que deixaram carros e motoristas parados na rua por várias horas. As escolas ficaram fechadas, pela primeira vez em 12 anos. Em New York, Boston e Philadelphia a situação não foi diferente e aeroportos e repartições públicas foram forçadas a interromper suas atividades.

Mais de vinte mil voos foram cancelados nos EUA nos dois dias, dificultando a vida dos americanos numa semana importante, que é a do Super Bowl, a final do campeonato da NFL (ver página 15). Meteorologistas advertiram que o acúmulo de gelo pode ainda derrubar alguns galhos de árvores e linhas de transmissão de energia num trecho de 3.220 quilômetros. O gelo pode também afetar os serviços de transporte.

Para piorar, especialistas advertiram que a neve deve continuar caindo no fim de semana, com ventos fortes. As escavadeiras estão trabalhando dobrado para retirar a neve das ruas e equipes trabalham no resgate dos motoristas. Uma delas foi Jenny Theroux, de 23 anos, que ficou presa mais de 12 horas numa rodovia em Chicago, a apenas 240 metros de uma saída para postos de gasolina e outros estabelecimentos.

A força da tempestade é resultado do ar frio que veio do Canadá, que se encontrou com o ar quente e úmido vindo do sul, explicou o meteorologista Gino Izzo, do Serviço Nacional de Meteorologia.