Cartéis da droga no México inovam em suas táticas

0
733

Grupos estão recrutando jovens bonitas como pistoleiras para enganar quadrilhas rivais

Um ex-integrante de um dos cartéis mexicanos mais perigosos daquele País denunciou a nova tática usada por traficantes para enganar os grupos rivais. Belas jovens mexicanas são recrutadas para atuar como pistoleiras e usam seus dotes físicos para atrair os inimigos. A informação faz parte de um vídeo da Secretaria de Segurança Pública local, divulgado para a imprensa.

Segundo o depoimento de Rogelio Amaya, que por anos integrou o ‘La Línea’, um grupo criminoso ligado ao cartel de Ciudad Juárez, cidade mais violenta do país, as mulheres que aderiram ao cartel nos últimos dois meses “são de boa aparência”. Segundo ele, pelo menos 30 delas foram recrutadas e têm entre 18 e 30 anos. Pelo depoimento, todas aprenderam a executar e algumas já realizaram “serviços”. “Elas agem como qualquer criminoso”, confessou Amaya, que está preso.

Ciudad Juárez, com 1,3 milhão de habitantes, registrou mais de 2.660 homicídios em 2009 e 1.860 só nos primeiros seis meses deste ano. Grande parte destas mortes está ligada à disputa entre os cartéis de Juárez e o de Sinaloa.