Casamento faz bem à saúde

0
639

Uma pesquisa conduzida na Inglaterra mostro que homens solteiros de até 35 anos têm risco de morte 50 % maior do que um casado, da mesma idade. Do lado feminino, o estudo concluiu que as casadas desenvolvem menos doenças crônicas do que as solteiras.
As estatísticas provam ainda que as crianças de pais casados – e que, portanto, vivem juntos – permanecem na escola, ou faculdade, por mais tempo. Além disso, a estabilidade do casal é a melhor receita para a saúde dos filhos: crianças que vivem com os pais naturais têm muito menos chances de desenvolver doenças a longo prazo do que filhos de mães e pais solteiros ou separados.
Mas, apesar do estudo, uma deputada alemã sugere que os casamentos tenham duração de apenas sete anos. Gabriele Pauli, do partido União Cristã-Social da Baviera, acredita que depois desse período, os cônjuges poderiam renovar os votos do casamento por mais tempo. “Muito casais continuam juntos por comodidade ou interesse, e não por amor. A medida evitaria os altos custos de uma separação”, justifica a deputada. Na Alemanha, quase a metade dos casamentos acaba em divórcio.
A polêmica proposta deixou muita gente de cabelo em pé, principalmente os colegas de partido de Gabriele, e recebeu críticas de todos os lados. A deputada, aliás, já havia sido manchete dos jornais naquele país depois que foi fotografada em poses sensuais, com roupas justas de couro.