Censo dos EUA quer tirar imigrantes das sombras

0
616

Último levantamento não espelhou a realidade e governo quer recrutar estrangeiros como pesquisadores

O governo dos Estados Unidos quer tirar os indocumentados do ostracismo. De acordo com o Departamento do Comércio americano, o Censo de 2010 vai retratar a realidade dos imigrantes, seu número real e as nuanças de cada grupo de estrangeiros. Para tanto, a agência quer contratar temporariamente membros destas comunidades – e, portanto, entrevistadores bilíngües. O Censo planeja trabalhar em 59 idiomas.

O questionário da próxima pesquisa será menor do que o usado em 2000, quando o índice de respostas incompletas foi muito grande, em torno de 67%. De acordo com os dados do último levantamento, havia 12 milhões de imigrantes no país, mas os ativistas sempre defenderam que esta quantia não traduzia a realidade.

Uma das razões para esta discrepância neste tipo de pesquisa é que os indocumentados dificilmente atendem aos entrevistadores. Temendo possíveis denúncias e desconhecendo que as informações do Censo são confidenciais e jamais poderiam ser compartilhadas com o Departamento de Imigração, por exemplo, os imigrantes em situação irregular acabam ficando de fora do levantamento.

Para aqueles que querem se candidatar a uma vaga de entrevistador, o processo é simples: antes de tudo é necessário apresentar a carteira do seguro social válido e demonstrar habilidades em inglês. O salário para esta função pode chegar a 20 dólares/hora. Para outras informações os interessados devem ligar para 1-866-861-2010.