Centro de apoio à mulher oferece atendimento em português em Broward

0
807

Serviço é oferecido em Broward a mulheres que sofreram violência

Da redação (com SunSentinel)

Depois de constatar que uma em cada três mulheres que busca ajuda no “Women in Distress of Broward County”, um centro de ajuda para mulheres em situação de risco, é de origem estrangeira, o centro passou a oferecer atendimento em outras línguas. Entre elas, o português, espanhol e creole.

“Queremos que as vítimas possam se expressar no idioma em que se sintam mais à vontade”, disse Mary Riedel, a diretora do grupo de ajuda. “Queremos ter certeza que a comunicação está sendo clara, sem nenhuma lacuna”, disse.

Uma das terapeutas do centro, a brasileira Simone Moraes, sabe o quanto a ajuda no idioma de origem da vítima é importante. Ela atende, por semana, cerca de 15 mulheres brasileiras. Os atendimentos em inglês somam 40% do total.

“Quando elas podem expressar o que sentem, suas emoções e ideias na mesma língua, elas se abrem mais”, disse a brasielira que também atende homens e crianças no local. A terapeuta afirma que até mesmo os gestos são culturalmente diferentes. “Nós latinos nos cumprimentamos com beijo e abraço. Em outras culturas, é mantida uma certa distância”, observa Simone.

A barreira da língua pode, por exemplo, impedir que mulheres busquem ajuda em casos de violência doméstica. “Na cultura crioula, eles são mais reservados em buscar ajuda”, disse Ron Osborne-Williams um dos terapeutas do local.

Muitas mulheres também não buscam ajuda por questões imigratórias. Algumas imigrantes indocumentadas sofrem anos de abuso e têm medo de buscar ajuda por medo de serem deportadas. Por esse motivo, as leis de violência doméstica foram alteradas no ano passado para ampliar a proteção aos imigrantes ilegais que podem denunciar os abusos sem serem denunciados.

“A lei pode ajudá-lo, mas as pessoas não sabem”, disse a terapeuta Simone Moraes. “Eles têm medo.”

Women in Distress of Broward County

A organização sem fins lucrativos, Mulheres em Risco, é o único serviço credenciado nacionalmente com atendimento completo para mulheres vítimas de violência doméstica. A missão da ONG é evitar esse tipo de abuso oferecendo ajuda psicológica, educativa e jurídica.
A ONG completou 40 anos de serviços prestados à população. Uma equipe especializada está pronta para ajudar as mulheres que sofrem violência em casa e precisam de ajuda. Psicólogos, educadores e terapeutas estão disponíveis.

Outras informações no site www.womenindistress.org. Para pedir ajuda ligue (954) 761-1133 e solicite atendimento em português. ?