Chegada do El Niño reduz chances de furacões na FL

0
507

Alteração climática, que acontece atemporalmente, diminui probabilidade de fenômeno tropical em até 37%

Agora é oficial: o El Niño chegou e a boa notícia é que as alterações climáticas provocadas na temperatura da superfície da água reduzem em até 37% as chances de formação de um furacão em nossa região. Segundo especialistas, o El Niño, que ocorre irregularmente em intervalos de dois a sete anos, enfraquecem os ventos em todo o centro do Oceano Pacífico, inibindo a criação de fenômenos tropicais.

“Realmente isso reduz levemente a possibilidade de um furacão atingir o continente”, disse o especialista Phil Klotzbach, da Universidade do Estado de Colorado, que havia previsto antes da temporada começar pelo menos cinco furacões este ano. Outros experts garantem, porém, que a população deve ficar atenta. “Basta um furacão para produzir estragos”, alertou James Franklin, do Centro de Furacões.
Em 2006, o último ano em que o El Niño foi registrado, a temporada teve apenas nove tempestades tropicais – incluindo cinco furacões, que não atingiram o continente. Este ano ainda não houve qualquer ocorrência de fenômenos no Oceano Atlântico, o que é perfeitamente normal para esta época. Desde 1851 jamais um furacão atingiu o sul da Flórida no mês de julho e nós, moradores, torcemos para que continue assim.