Cidade dos EUA dá carteira de identidade a ilegais

0
622

da BBC Brasil

A cidade de New Haven, no Estado americano de Connecticut, começa nesta terça-feira a expedir cédulas de identidade para todos os seus residentes, entre eles imigrantes ilegais.

Segundo um jornal local, o “New Haven Register”, a medida atraiu a atenção da mídia de todos os Estados Unidos e provocou divisões na cidade, entre os que apóiam e os que criticam a iniciativa.

A prefeitura de New Haven afirmou que espera que a medida incentive bancos locais a permitir que imigrantes sem documentação possam abrir contas bancárias.

Na segunda-feira, uma série de manifestantes se reuniram em frente à sede da prefeitura cidade. Alguns deles eram ativistas pró-imigrantes que acreditam que a iniciativa poderá ter um efeito contrário ao pretendido e complicar a vida dos imigrantes ilegais.

Críticas

Mas a maior parte era constituída de pessoas que acreditam que a iniciativa poderá colocar em risco a economia local, como Justin Appi, que mora nas imediações de New Haven, na cidade de Hamden.

Appi criticou o prefeito da cidade, por ter, segundo ele, “estabelecido incentivos para que imigrantes ilegais” se mudem para lá. “Tudo isso vai nos custar empregos e impostos.”

Já o prefeito de New Haven, John DeStafano Jr, criticou o que chamou de “aqueles que alimentam sentimentos de ódio”.

O prefeito foi uma das 75 pessoas que apresentaram na segunda-feira a documentação para tirar a cédula de identidade.

Uma organização antiimigrante local criticou a medida, afirmando que ela visa somente aumentar os lucros de um dos bancos comunitários.

Um representante da entidade afirmou que a cédula de identidade representa “um programa de fronteiras abertas para New Haven”.

Um professor de direito da Universidade de Yale, Robert Solomon, se ofereceu a representar a cidade, caso ela venha a ser questionada judicialmente em relação à proposta.