Cidade permite que brasileira forme grupo de orações em casa

0
755

Depois de muita luta, casal consegue mudar lei

A prefeitura de Venice, cidade de 87 mil habitantes, no condado de Sarasota, na costa oeste da Florida, afirmou que vai rever as leis municipais e já permitiu a brasileira Marlene Roessiger, de 40 anos, e o seu marido, o americano, Shane Roessiger, de 42 anos, a continuar com seu grupo de orações em casa e a manter o disque orações. A família estava sendo ameaçada com multa de $250 por dia porque mantinha um grupo de orações e estudo da bíblia em sua casa. A cidade proíbe cultos em área menores de dois acres.

A decisão aconteceu na quinta-feira (4) e o caso se alongava na prefeitura desde março deste ano. Os dois começaram a convidar os amigos para o grupo de oração há três anos, mas a prática chamou atenção dos fiscais em março deste ano quando o casal colocou uma placa em frente a casa oferecendo o disque-orações. Desde então, os fiscais da prefeitura resolveram ameaçar a família com multa.

Marlene conta que o processo contra eles será arquivado. A gente não iria mudar nada, não iríamos parar até que os nossos direitos fossem reservados”, lembrou a brasileira. A família conseguiu apoio da comunidade, da mídia local e de uma ONG que presta serviços de advocacia. Pela Constituição Americana todo cidadão tem o direito de escolher e praticar a religião que quiser.