Cientistas descobrem nova espécie de boto no Brasil

0
817

Da Redação com BBC Brasil – Ele acabou de ser descoberto, mas já corre risco de extinção. A nova espécie de boto encontrado no rio Araguaia (AM) recebeu o nome do rio e um dos cinco integrantes do gênero que também inclui o boto cor-de-rosa, da Amazônia. Ao anunciar a descoberta, a primeira desde 1918, os cientistas da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) também fizeram o alerta, já que eles acreditam existir somente mil animais como este na região.

No estudo publicado na revista especializada Plos One, os pesquisadores da UFAM dizem que o boto do Araguaia teria se diferenciado dos outros familiares do gênero há mais de dois milhões de anos. Eles consideraram a descoberta uma supresa já que a espécie vive em uma área onde as pessoas os observam todo o tempo, já que são mamíferos grandes. mas ninguém tinha notado as diferenças e que poderiam ser uma outra espécie.

As diferenças com o boto cor-de-rosa seriam o número de dentes. A nova espécie também seria menor. Mas, as diferenças, em sua maioria, foram encontradas nos genes do animal. Ao analisar amostras de DNA de dezenas de botos dos dois rios, os pesquisadores concluíram que o do rio Araguaia era mesmo uma nova espécie.

Após a análise do DNA mitocondrial, o que é, essencialmente, análise de linhagens, verificou-se que não havia compartilhamento de linhagens. O que significa que, para isto acontecer, os grupos devem ter ficado isolados uns dos outros por um período longo.

Os pesquisadores temem pelo futuro do boto do Araguaia, pois parece haver pouca diversidade genética entre esses botos devido à população reduzida. Os maiores riscos são trazidos pela ocupação humana na região. Desde a década de 1960, a bacia do rio Araguaia tem passado por mudanças rápidas devido ao crescimento da atividade agrícola e a construção de hidroelétricas.

Devido ao seu comportamento alimentar, os botos estão no topo da cadeia e comem muito peixe, roubando alimento das redes de pesca, eles são vítimas dos pescadores que tentam matá-los. Para os pesquisadores, devido a esses motivos, o novo boto deveria ser incluído na lista de espécies com maior risco de extinção.

Os golfinhos de rio, ou botos, estão entre as espécies mais raras do mundo. Os botos são parentes distantes dos golfinhos encontrados nos oceanos. Eles têm bicos mais longos para poder caçar peixes no fundo dos rios, em meio à lama e lodo. O boto-cor-de-rosa do Amazonas é considerado uma das espécies mais inteligentes de todos os botos.