Histórico

Clara e Gustavo

Clara e Gustavo celebram parceria na música e na vida

Carlos Wesley

A história já registrou casais que juntaram seus talentos pela música, como Paul McCartney & Linda Eastman, John Lennon & Yoko Ono e Ike & Tina Turner, por exemplo. No Brasil não foi diferente, valendo citar Baby Consulelo & Pepeu Gomes, Rita Lee & Roberto de Carvalho e – quem não se lembra? – Jane & Herondy. Guardadas as proporções, a comunidade brasileira no sul da Flórida também está produzindo mais um destes duos: Clara Telles e Gustavo Barros costumam se apresentar nas noites de Pompano Beach e encantam o público que gosta de MPB.

Os dois se conheceram há cerca de quatro anos, no restaurante Panorama, onde a mineira Clara cantava com parceiros diversos. Numa destas noites, lá estava Gustavo na platéia, ele próprio um violonista que só pegava no instrumento nos horários de saudade do seu nordeste brasileiro. A empatia entre os dois foi imediata: o namoro começou ali, mas a parceria na música veio muito tempo depois. “Eu falava que seria legal formarmos uma dupla, mas ele achava que não daria certo”, entrega Clara, fã de Elis Regina e Caetano Veloso.

Finalmente, há pouco mais de um ano, os dois resolveram colocar em prática o que até os amigos já sabiam que daria certo. Com Clara no vocal e Gustavo na viola, os shows aconteceram, a princípio, nos restaurantes Tom Choppim e Feijão com Arroz. A primeira providência foi ajustar o repertório dela ao dele: se antes havia muita Bossa Nova e MPB clássica, o novo playlist inclui agora também canções mais pop (Cássia Eller, Marisa Monte, Djavan) e uma pitada de regional (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho). “Essa é minha principal influência musical”, justifica Gustavo. Só evitam tocar, segundo Clara, axé, forró e sertanejo: “Seria como usar uma roupa de estilo diferente: fica desconfortável”.

A afinidade entre os dois reflete no trabalho e o carinho dos fãs é o que ajuda a continuar trilhando este caminho da música. “É difícil sobreviver disso, mas o que vale é o prazer que sentimos no palco”, conta Clara. Namorados há quatro anos, os dois têm na agenda shows em casamentos e festas particulares, e pretendem voltar a tocar em restaurantes – por falar nisso, o telefone de contato da dupla é (754) 367-2591. Quanto ao futuro, preferem não fazer muitas previsões: “A afinidade é enorme. Vamos continuar tocando e nos divertindo”, finaliza Gustavo.

Clara Telles: nasceu há 22 anos na pequena cidade mineira de Manhuaçu, mas passou boa parte da infância em Juiz de Fora e Timóteo. Lá mesmo começou a cantar em barzinhos, dividindo seu tempo com os estudos e seguindo os passos do pai. Em 2003, como parte da família veio para os Estados Unidos, ela e as duas irmãs decidiram tentar a vida por aqui também. Hoje mora em Deerfield Beach e ajuda a mãe no cleaning.

Gustavo Barros: está em Pompano Beach desde 2002, quando abandonou a faculdade de Jornalismo para aprender inglês nos Estados Unidos. É de Recife (Pernambuco), mas vivia em João Pessoa (Paraíba), onde freqüentava aulas de violão numa das academias mais conceituadas por lá. Aos 26 anos, trabalha com instalação de pisos, especialmente de mármore.

Baixe nosso aplicativo