Clinton elogia presidente por sua postura pró-imigração

0
665

Bill Clinton critica severamente os conservadores do Partido Republicano que estão dificultando a aprovação de uma reforma imigratória abrangente.

O ex-presidente Clinton elogiou o presidente neste sábado(8), em Los Angeles, por apoiar as reformas que podem permitir a milhões de imigrantes ilegais obter a cidadania, mas disse que o debate no Congresso está sendo fomentado pelos republicanos que querem dividir a América.

“Estou orgulhoso com o que ele está fazendo e agradeço-o pelo que está fazendo”, ele disse sobre Bush durante o “Café com Clinton”, na conferência anual do Conselho Nacional La Raza, o maior grupo hispânico de direitos civis em favor dos imigrantes. Clinton disse que as raízes texanas de Bush – estado que tem uma das maiores populações hispânicas do país – o ajudaram a ver os imigrantes como pessoas e não como estatísticas. “É duro demonizar as pessoas quando as conhecemos”, acrescentou.

Mas Clinton também alertou que o governo da nação está controlado pelos conservadores republicanos de linha dura que querem usar a imigração para dividir os americanos e distraí-los de assuntos como a guerra no Iraque e a crise no setor de saúde pública. Em vez de igualar as oportunidades para todos, eles apóiam uma “elite financeira, porque são favoráveis à concentração da riqueza e do poder”, enfatizou o ex-presidente. “Eles acreditam num governo que é secreto, irresponsável e que maximize seu próprio poder”, completou. “Eles realmente crêem que o mundo funciona melhor se eles comandarem e nós ficarmos de bocas fechadas.”

Clinton apoiou a reforma imigratória aprovada pelo Senado que possibilite uma maneira para cerca de 12 milhões de estrangeiros que estão vivendo ilegalmente no país possam tornar-se cidadãos. Um projeto de lei aprovado pela Câmara de Deputados prretende tornar os imigrantes il;egais em criminosos e propõe a construção de um muro na fronteira com o México. Os negociadores da Câmara e do Senado até agora não foram capazes de fechar um projeto de lei único do Congresso.

Bush tem dito que quer aumentar o policiamento nas fronteiras para que menos pessoas possam cruzar as fronteiras, mas também defende uma maneira para que aqueles que já vivem no país possam legalizar-se. Ele tem reverenciado os imigrantes hispânicos como trabalhadores e respeitadores dos valores familiares. Clinton usou uma linguagem similar em seu discurso.

A mensagem foi bem recebida na La Raz, que se opõe ao projeto de lei da Câmara de Deputados e cuja presidente, Janet Murguia, foi assistente de Clinton na Casa Branca.