Colecionadores já estão de olho em pedaços do Orange Bowl

0
633

Americano gosta de colecionar qualquer tipo de souvenir, que aqui chamam de memorabilia. Daí o frisson causado pela informação que as autoridades de Miami vão colocar à venda pedaços do tradicional estádio de Orange Bowl em um leilão no dia 9 de fevereiro. A renda obtida com a venda pública será revertida para custear a demolição do estádio, que deve acontecer dentro dos próximos cinco meses e custará nove milhões de dólares.

“Eu quero um pedaço da grama da end zone, do lado em que o lançamento do quarterback Doug Flutie foi apanhado”, disse Troy Stradford, ex-jogador do time do Miami Dolphins, apontando uma das partes do campo e lembrando um lance de um jogo histórico de 1984. Ele é apenas um dos interessados e desde que a notícia foi veiculada muitos outros fãs de futebol americano já estiveram no Orange Bowl, não apenas para dar adeus ao velho estádio, mas também para escolherem as peças que desejam adquirir.

Os interessados poderão dar seus lances para cadeiras autografãs, os bancos de reserva, placar e até os mictórios dos banheiros. Antes disso, porém, o estádio sediará seu último jogo: um amistoso entre jogadores dos Dolphins e ex-atletas do Miami Hurricanes (da Universidade de Miami) se enfrentarão num amistoso festivo, marcado para 26 de janeiro. A maior estrela do espetáculo será o quarterback Dan Marino.