Comunidade se mobiliza contra o vício das drogas

0
1166

Por: Antonio Tozzi

Força Jovem e Fazenda da Esperança. Guarde bem estes nomes. Eles simbolizam os quartéis generais de soldados que souberam combater os inimigos insidiosos que infiltram-se nas escolas americanas, travestidos de amiguinhos cool para disseminar a todos os tipos de drogas, apostando que alguns deles se tornarão dependentes e consequentemente ficarão usuários fiéis.

São duas histórias semelhantes e ambas com final feliz. Mas, para isto, estes soldados da fé tiveram de ir à luta para atingir seus objetivos: tirar os filhos do vício das drogas e impedir que eles se transformassem em párias da sociedade. Hoje, estão orgulhosos, porque os ex-drogados não só abandonaram o vício como se alistaram neste exército da fé para tirar mais drogados de um mundo sem perspectivas.
Como surgiu o Força Jovem

O casal Elias Riberito de Faria e Ellen Amaral de Faria vive há 10 anos nos EUA. Embora tenham nascido em Minas Gerais, ambos foram criados na cidade de São Paulo, onde nasceram seus filhos Elisa e Rafael.


Foto a esquerda:O casal Elias e Ellen Faria do Força Jovem. Foto da direita: O Papa Bento XVI visitou a Fazenda da Esperança no Brasil.

Depois de se mudarem para cá em 2001, a família Faria logo viu o sonho americano se tornar um pesadelo. O filho começou a se envolver com más companhias e trocou as idas à Igreja Adventista, à qual sempre pertenceram, por baladas nos fins de semana, regadas a muita bebida, cigarros e…drogas. A filha, apesar de continuar frequentando a igreja, também quis conhecer o lado obscuro do vício.

Diante da revelação, os Farias ficaram estarrecidos e tristes. Mas, em vez de partir para a condenação e a recriminação, o casal adotou uma estratégia surpreendente, que se revelou eficaz. Decidimos, então, trazer os amigos de meu filho para dentro de casa para conhecê-los e participar ativamente deste processo, contou Ellen. O dia escolhido foi a sexta-feira à noite, numa tentativa de desestimulá-los a sair à noite. Eles tomavam um lanche, conversavam, mas continuavam com os maus hábitos.

Pouco a pouco, porém, começou a se notar uma mudança, conforme explicou Elias: Na primeira semana, vieram somente duas meninas. Depois, havia uns 40. O que surpreendeu Ellen foi o fato de a maioria deles ter sido criada sob princípios cristãos, os quais abandonaram para se entregar ao vício. Pouco a pouco, fomos relembrando estes princípios e eles passaram a aceitar a palavra de Deus, disse Ellen.

Novo local

Com tanta gente, tornou-se difícil para os Farias continuarem a fazer as reuniões em sua casa. Optou-se, então, por alugar um local próprio para desenvolver as atividades. Daí, surgiu o Ministério Força Jovem, que funciona hoje em Pompano Beach. O segredo sempre foi nunca cobrar os jovens. Eles tinham (e ainda têm) autonomia para vir ou não às reuniões, sem sofrer nenhum tipo de pressão.

Assim, o Força Jovem foi consolidando-se, graças também ao apoio do pastor Jimmy Cardoso (colaborador do AcheiUSA), que impediu que o preconceito pudesse destruir o trabalho do casal Farias. O resultado? Hoje, eles contam com mais nove voluntários e vivem de doações de pessoas que valorizam o trabalho desenvolvido por eles. Muitas famílias não acreditavam mais na recuperação dos filhos e ficam maravilhadas com a mudança. Aí, passam a nos apoiar com doações, disse Ellen.

Agora, melhor instalados, o trabalho expandiu-se e atende jovens alcoólatras e fumantes para que também abandonem estes vícios. Estabeleceu-se até mesmo um programa semanal: às segundas-feiras orações; terças-feiras terapia de grupo; quintas-feiras estudos bíblicos; sextas-feiras reuniões. Durante os encontros, eles tocam instrumentos, cantam músicas e se conhecem melhor, garantiu o casal. Há, ainda, palestras sobre saúde e outros temas de interesse.

O Ministério Força Jovem já recebeu o reconhecimento do governo como uma instituição sem fins lucrativos, mas Elias e Ellen preferem esperar pela volta do filho, que está estudando Teologia em Dallas, para iniciar o processo. Vale ressaltar que Rafael recuperou-se totalmente, assim como sua esposa. Aliás, do grupo surgiram muitos casais que vivem hoje uma realidade livre das drogas com um futuro promissor.

A receita? Ellen não tem dúvida: A base do Força Jovem é o amor. As pessoas querem ser tocadas, sentir-se amadas, para que isto toque o coração e elas mudem. Embora o casal Farias seja adventista, eles não fazem nenhuma restrição a membros de outras igrejas ou mesmo a quem não seja filiado a alguma igrjea cristã. O objetivo é ajudar quem precisa.

Fazenda da Esperança: onde bons frutos são colhidos

O caminho do amor e do amparo também foi o escolhido pelo casal José Joaquim Almeida (Quinzinho) e Leda. Morando há 13 anos nos EUA, também sofreram ao descobrir que o filho se envolvera com drogas. Católicos fervorosos, eles decidiram lutar para trazer o rapaz de volta para o caminho do bem.

Em contato com sua irmã, ele enviou o menino para uma unidade da Fazendo da Esperança, em Mossoró (RN), para se recuperar. Agradecido por ter o filho se libertado das drogas, Quinzinho conversou com alguns padres para trazer para a Flórida o projeto da Fazenda da Esperança, que ainda não estava em solo americano.

Quinzinho contou como o projeto começou a virar realidade: Dei meu depoimento e Claudinei Senhoretti, da Sienna Motors, ficou tão emocionado que se ofereceu para doar um terreno de 10 acres. Agradeci, mas disse a ele que ainda não seria suficiente. Algum tempo depois, ele doou 20 acres e aí, sim, pudemos pensar em viabilizar o projeto.

Com o terreno em Lake Placid doado em 2009, a Fazenda Esperança da Flórida espera conseguir atingir o nível das co-irmãs do Brasil e de outros países. Para isto, precisa atender a três princípios básicos: ganhar um terreno, ter um responsável e receber a bênção de um bispo. O bispo de Lake Placid já nos disse que dará a bênção, mas estamos enfrentando outros problemas burocráticos. Outra coisa: o projeto só tem sentido quando as famílias se empenham. A cidade já deu o parecer favorável, mas pediu que mostrássemos o projeto, explicou Quinzinho.

Além da construção da sede (hoje há apenas uma casinha e uma pequena capela), é preciso abrir e pavimentar uma estrada de aproximadamente duas milhas para permitir o acesso dos veículos ao local. Como se vê, há muito a ser feito. Mas, felizmente, há também abnegados. Assim como Claudinei doou o terreno, e Quinzinho tem feito tudo, Tania Filetti também está doando seus serviços profissionais para ajudar a cumprir as exigências burocráticas. Mas vamos precisar ainda de arquitetos, engenheiros e outros profissionais, porque é necessário apresentar uma maquete.

Mesmo com a estrutura ainda não montada, Quinzinho diz ser possível ajudar jovens que querem livrar-se das drogas: Posso entrar em contato com alguém lá no Brasil e encontrar uma vaga em uma das fazendas. E faço o acompanhamento daqui, garantiu. Ele, inclusive, enviou uma menina daqui para este programa.

E este apoio é fundamental, porque a Fazenda da Esperança projeto surgido na cidade de Guaratinguetá, interior de São Paulo tem muita gente na lista de espera, sobretudo depois da ida do Papa Bento XVI ao local, quando em sua visita ao Brasil em 2009.

Por tudo isto, Quinzinho acredita na viabilização de seu sonho: Quando o projeto decolar aqui, os americanos vão ver onde Deus opera. E o tripé de nosso sucesso se apoia em trabalho, oração e convivência.

Movimento Força Jovem
Contato: Ellen Farias
Telefone: (754) 366-8272
Local: Pompano Beach
Fazenda da Esperança
Contato: Quinzinho
Telefone: (954) 548-5258
Local: Lake Placid