Confira o que está aberto e o que está fechado neste dia de paralisação do governo americano

0
375

DA REDAÇÃO – As consequencias da paralisação do governo americano por falta de acordo sobre o orçamento, já estão sendo sentidas pela população. Algumas repartições públicas estão fechadas e serviços considerados não essenciais parados.

Até que se chegue a um acordo, cerca de 800 mil trabalhadores federais serão colocados em licença não remunerada. A medida vai provocar o fechamento de museus e parques nacionais, prejudicar a emissão de passaportes e vistos, o processamento de impostos, o pagamento de benefícios, concessões de empréstimos, entre outros.

A visitação à Estátua da Liberdade, em Nova York, um dos símbolos norte-americanos mais conhecidos no mundo, está fechada, assim como o Lincoln Memorial, em Washington.

Imigração

No setor da imigração, o principal transtorno será o atraso na emissão de vistos e passaportes. O Departamento de Segurança Interna (Homeland Security) ainda estará operando. Isso inclui a Guarda Costeira, proteção da fronteira, alfândega e serviços de cidadania e imigração.

A emissão de vistos para os Estados Unidos e processamento de passaporte será adiada. Durante a última paralisação do governo em 1996, cerca de 30 mil pedidos de visto por estrangeiros e 200 mil aplicações para os passaportes de cidadãos americanos deixaram de ser processados por dia. O Departamento de Estado confirmou que só irá atender emergências, casos de “vida ou morte”.

O que está aberto e fechado na Flórida

– Os Correios estão abertos e é possível se inscrever no plano de saúde “Obama Care” que desencadeou toda polêmica para o orçamento do ano que vem.

– Os parques nacionais, incluindo o Parque Nacional de Everglades, serão fechados. O parque Loxahatchee Wildlife Refuge perto de Boynton Beach, e outros 27 na Flórida, irão fechar.

– Os Institutos Nacionais de Saúde só aceitarão casos de emergência e não haverá atendimento por telefone, na chamada “hotline”.

– Benefícios serão entregues, mas o processamento de pedidos será interrompido.

– Tribunais federais em West Palm Beach, Fort Lauderdale e Miami permanecerão abertos durante duas semanas, a princípio. Funcionários irão avaliar até quando.

– O Centro Nacional de Furacões permanecerá aberto.

– As viagens aéreas não serão adiadas porque os controladores de tráfego aéreo ainda não pararam.

– Portos marítimos continuarão a funcionar para embarque e desembarque de passageiros em cruzeiros e inspetores de alfândega e imigração permanecem de plantão.

– Escritórios do Congresso irão ofecer ajuda para eleitores durante a paralisação do governo.

Impasse
O impasse na aprovação do orçamento ocorreu porque os republicanos, que controlam a Câmara, se recusaram a aprovar uma nova permissão de gastos se não forem atendidos dois pedidos: adiar em um ano a entrada em vigor da lei de assistência à saúde do presidente Obama – o chamado “Obamacare” – e eliminar um imposto criado para financiar a cobertura de pessoas sem plano de saúde.

Essas pessoas devem começar a ser cadastradas nesta terça-feira (1). Os democratas, por sua vez, não querem mudanças no projeto de saúde. O “confronto” entre os dois partidos durou até os últimos minutos. Por volta das 23h (horário dos EUA), o Senado, de maioria democrata, rejeitou o terceiro projeto temporário de Orçamento, aprovado 40 minutos antes na Câmara. Mais cedo, o Senado já havia rejeitado proposta semelhante, aprovada pela Câmara durante o final de semana.

Durante a tarde, o presidente dos EUA, Barack Obama, chegou a fazer um apelo nesta para que o Congresso impedisse a “paralisação” do governo americano. Segundo ele, o Congresso está agindo “no limite da irresponsabilidade”.