Copa América: CBF prepara defesa contra punição a Neymar

0
1047

Seleção enfrenta Venezuela neste domingo (21) e atacante não joga

Neymar argumenta com o juiz que lhe deu cartão vermelho
Neymar argumenta com o juiz que lhe deu cartão vermelho

DA REDAÇÃO (com Globoesporte) – A Copa América 2015 começou na última quarta-feira (10) em meio a protestos no Chile. O Brasil integra o Grupo C da competição, ao lado de Colômbia, Peru e Venezuela. A estreia da equipe está prevista para domingo (14/6) diante do Peru, com Neymar, o principal jogador da equipe, que acabou de ser campeão europeu com o time do Barcelona.

Depois dos amistosos contra México e Honduras, a Seleção fez os últimos treinamentos no Brasil antes de a Seleção Brasileira embarcar para Temuco, no Chile, local da estreia. O técnico Dunga programou atividades em tempo integral com os jogadores após o confronto contra Honduras. À tarde, Dunga deve fazer os últimos ajustes para definir a equipe que entra em campo.

Apesar da confiança do Brasil em vitórias e de fazer bonito no Chile, ninguém na seleção acredita que terá vida fácil. No grupo do Brasil, o Peru, por exemplo, tem Paolo Guerreiro, artilheiro da última edição com cinco gols; a Colômbia deu trabalho no mundial e a Venezuela não é mais considerada “baba” no meio do futebol.

Para o técnico Dunga, o time terá dificuldades. “Não vai ser fácil. A gente tem uma Copa América, mas o jogadores estão muito conscientes, estão preparados, estão muito afim de dar uma alegria para o torcedor brasileiro”, disse.

Já Thiago Silva, ex-capitão do time, acredita que a seleção brasileira já sai atrás até no idioma. “É um campeonato diferente de todos outros. A grande maioria `dos jogadores` já participou e já sabe como se comportar com a arbitragem. A única seleção que vai falar português é o Brasil, então eu acho que a gente já sai um pouquinho atrás neste aspecto da comunicação com o árbitro. Mas no todo, a gente está muito bem preparado”, ressaltou. A última vez que o Brasil conquistou a Copa América foi em 2007 com o próprio técnico Dunga.