Correios voltam atrás na decisão de não entregar correspondência aos sábados

0
884

Direção da agência diz que medida pode ser um “peso para os contribuintes’

correio

O U.S. Postal Service (correio americano) voltou atrás na decisão de acabar com as entregas de correspondência aos sábados, informou seu porta-voz nesta quarta-feira (10).

A administração da agência, entretanto, alertou que não será possível atinngir as metas de corte nos custos sem alterar de alguma forma o seu rotina de entregas. Desconsiderar “mudanças responsáveis”, disse o porta-voz, pode azer com que o serviço postal “vire um peso” para os contribuintes.

O Postal Service declarou em fevereiro que planejava reduzir a entrega para cinco dias na semana, a partir de agosto, para toda a correspondência, excetuando-se os pacotes de encomendas, como um meio de amenizar os prejuízos nos anos recentes.
Mas o anúncio foi uma espécie de jogo. O que a agência queria na veradade era fazer com que o Congresso retirasse da legislação uma antiga proibição para a entrega de correspondência em apenas cinco dias na semana. O Congresso não retirou a medida da legislação aprovada para este ano.

“Ao usar uma linguagem restritiva [] o Congresso proibiu a implementação de uma nova rotina de distribuição de correspondência e encomendas”, afirmou em nota o Board of Governors (administradores) do Postal Service.

“Embora decepcionados com a decisão do Congresso, este comitê (board) seguirá a lei e adiará a implantação das novas medidas recomendadas para o serviço postal com relação à sua rotina de entrega, até que passe uma legislação que outorgue ao serviço postal a autoridade para implementar uma rotina apropriada e finaceiramente responsável”, diz a nota.