Histórico

Corte de Apelações americana anula sentença contra Merck

Medicação Vioxx processada por causar paradas cardíacas

Uma corte de apelações suspendeu uma sentença contra o grupo farmacêutico americano Merck e seu antiinflamatório Vioxx, que é objeto de milhares de processos nos Estados Unidos.
O juiz federal Eldon Fallon qualificou de “excessivo” o valor da indenização por danos, de 50 milhões de dólares, concedida a um paciente que tomou Vioxx e sofreu parada cardíaca, e determinou a realização de um novo processo.
O valor de danos punitivos, de um milhão de dólares, não foi questionado pelo juiz, mas a realização de um novo processo exige a revisão do conjunto das decisões, diz a sentença.
Gerald Barnett, um agente aposentado do FBI , foi vítima de uma parada cardíaca em 2002, aos 58 anos, depois de tomar Vioxx durante 33 meses. Ele apresentou um processo contra a Merck em janeiro.
Em 17 de agosto, a Merck foi considerada culpada de negligência por um júri federal de Nova Orleans, Sul dos EUA, por não ter advertido ou informado suficientemente sobre os riscos vinculados à ingestão do Vioxx.