Criação de 297 mil empregos anima economia americana

0
572

Alta superou em quase três vezes a expectativa do mercado, mas Fed mantém cautela

As empresas americanas criaram 297 mil empregos em dezembro, em comparação a novembro. A alta superou a projeção dos economistas, que esperavam 100 mil novas contratações no mês. O número é considerado um indicador da direção do relatório do mercado de trabalho do governo dos EUA.

O setor de serviços também registrou crescimento no período. O indicador que mede o desempenho dessa atividade ficou em 57,1, seguindo os 55 de novembro, de acordo com o Institute for Supply Management (ISM). Vale lembrar que qualquer leitura acima de 50 significa expansão e muito disso é devido às novas encomendas, que pulou para o índice 63.

Mesmo com estes dados, os membros do Federal Reserve consideraram que a recuperação econômica do país ainda não está forte o bastante para permitir ajustes monetários, apesar dos sinais de força, Na ata do último encontro do Fed, o pessimismo ficou latente: Não estamos contando com um impulso de crescimento no curto prazo oriundo do recente acordo tributário entre o presidente Barack Obama e os republicanos do Congresso, disseram os especialistas, aventando a possibilidade de novas baixas.