Criança de 12 anos já foi presa 11 vezes em São Paulo

0
608

O comportamento de uma criança de apenas 12 anos surpreendeu as autoridades policiais e deflagrou, mais uma vez, o debate sobre a redução da maioridade penal no país. O menino foi detido pela 11º vez em São Paulo e agora pode ficar internado por até três anos em uma das unidades voltadas a menores infratores ou mesmo permanecer em liberdade assistida. O último crime cometido pelo menor F.R.A. foi o furto do carro de um sargento da Polícia Militar e seu destino será decidido pela Vara da Infância e Adolescência de Diadema.

Ele já foi liberado da delegacia por não haver violência no ato e não apresentar risco à sociedade. Ao ser entregue à família, a mãe precisou assinar um termo de compromisso e responsabilidade de apresentá-lo à Justiça dentro de um mês, quando será anunciada a pena. Segundo o promotor Thales Cesar de Oliveira, “F.R.A. não tem desvio de personalidade ou distúrbios mentais. Ele apenas fez uma opção muito cedo pela criminalidade”, conclui.

Não é isso que pensa a maioria dos leitores de um jornal paulista: em enquete realizada esta semana, mais de 60% dos paulistanos afirmaram que preferem o menor internado em alguma instituição, longe do convívio da sociedade. “Quem cometeu pelo menos 12 crimes antes de chegar à adolescência tem poucas chances de recuperação sem que lhe tirem a liberdade e ele possa sentir o peso de suas atitudes”, argumentou um dos leitores. Em um dos crimes cometidos este ano, o menor estava dirigindo um carro furtado horas antes e perdeu o controle do veículo após uma breve perseguição por parte da polícia.