Crise imobiliária coloca mais de 45 mil imóveis em foreclosure na Flórida

0
1024

Número de processos de despejo aumentou 139% em relação ao ano passado e uma em cada 464 casas do país pode ser retomada por credores

A crise imobiliária que atingiu em cheio a Flórida há cerca de dois anos, e que até hoje produz efeitos nefastos para a economia no estado, é também responsável por curiosas situações. Por exemplo, proprietários que adquiriram seus imóveis entre 2005 e 2007 através de financiamentos, provavelmente hoje devem mais dinheiro ao banco do que a residência vale. De acordo com um estudo feito pelo site Zillow.com, especializado em cotações imobiliárias, 76% das casas adquiridas em 2006 nos condados de Palm Beach, Broward e Miami-Dade valem menos do que o saldo do mortgage. Na Treasure Coast, a situação é ainda pior e mais de 80% dos financiamentos estão ‘upside down’, como se diz na linguagem do setor.
Uma outra pesquisa, desta vez feita pela RealtyTrac, mostra que o número de foreclosures no mês passado na Flórida aumentou cerca de 14% em comparação a junho e 139% em relação a julho de 2007: nada menos do que 45.884 imóveis estão listados em processo de despejo, o que torna o estado o segundo em número de foreclosures na nação. Em média, uma propriedade no sul da Flórida custa 310 mil dólares, 19% a menos do que o ano passado.

Aumento de 55%
As estatísticas mostram ainda que, no mês de julho, mais de 272 mil casas receberam pelo menos uma notificação das instituições financeiras nos Estados Unidos, num aumento de 55% tendo como referência os números de 2007. Traduzindo: um em cada 464 proprietários de residências no país está prestes a perder os seus imóveis e 77 mil propriedades foram retomadas pelos credores.

Estados mais atingidos

Os estados mais atingidos foram Nevada, Califórnia, Arizona, Ohio, Geórgia, Michigan e Flórida. No nosso estado, a área metropolitana de Fort Myers encabeçou a lista, com 33% de queda. Em Broward, 5.915 residências foram listadas como em processo de foreclosure, enquanto que em Dade o número foi de 6.271 e 3.494 em Palm Beach.

Mais do que nunca, os proprietários anseiam pela intervenção federal. A lei sancionada pelo presidente George W. Bush no mês passado para evitar os processos de foreclosure só entra em vigor em outubro e deve aliviar a situação de pelo menos 400 mil proprietários. “Apesar disso, os resultados práticos desta iniciativa só serão sentidos no primeiro trimestre de 2009”, acredita Rick Sharga, vice-presidente do RealtyTrac. Mesmo com a ajuda do governo, a perspectiva de outro site – o Moody’s Economy.com – é que 2.8 milhões de residências sejam retomados pelos credores em todo o país até o final de 2009.

Mas há quem enxergue um lado positivo em tudo isso. Scott Agran, presidente do Lang Realty de Boca Raton admite a crise, mas prevê uma virada no mercado em breve. E dá um recado para os investidores: “A hora é de comprar, pois os preços dos imóveis atingiu o mesmo patamar de 2002 e quem tiver visão pode fazer bons negócios, pois o ramo imobiliário voltará a ser forte”, garante.

5.915 residências foram listadas como em processo de foreclosure em Broward

400 mil proprietários podem ser beneficiados pela nova lei assinada por Bush

77 mil propriedades foram retomadas pelos credores, em todo o país

272 mil casas receberam pelo menos uma notificação