Decepcionado, Obama culpa republicanos por fracasso do Dream Act

0
532

Presidente admite que agora é muito difícil aprovar qualquer medida imigratória antes das eleições de novembro

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está decepcionado. Ele lamentou que a obstrução do lado republicano tenha impedido que o debate sobre o Dream Act pudesse ir adiante no Congresso Nacional. A matéria que tinha como objetivo garantir a residência permanente a estudantes indocumentados foi rejeitada no Senado, pois obteve apenas 56 dos 60 votos necessários.
“Este é um exemplo da má-vontade da oposição. Havia uma maioria esmagadora de democratas e um clamor popular pedindo que a proposta fosse ao menos examinada, mas sequer um senador republicano foi capaz de votar nesse sentido”, afirmou Obama. Ele relutou, mas admitiu que provavelmente nada poderá ser feito em termos imigratórios antes da eleições. “Ficou difícil tomar qualquer decisão administrativa, de maneira unilateral”, reconheceu o presidente.
Ele acredita que o próximo passo a ser tomado é buscar um consenso nacional sobre a questão, para que ela seja reapresentada no próximo ano. “Acho que isso é viável. Temos mostrar que é preciso cumprir as leis, mas precisamos abrir um caminho para a cidadania”, disse Obama, lembrando que a crise tem afetado muito aos latinos. O presidente esperava que a aprovação da lei pudesse trazer um alento à comunidade estrangeira.
O Dream Act permitiria a legalização de estudantes indocumentados que entraram na América antes dos 16 anos e têm pelo menos cinco de permanência no país. “Nos Estados Unidos temos uma juventude que é americana em todos os sentidos, mesmo não tendo nascido aqui. São jovens que cresceram em território americano e não têm culpa de estarem em situação irregular. Algo precisa ser feito”, acrescentou Obama.