Democratas querem oferecer um novo estímulo para economia

0
570

Idéia é repetir o ‘tax rebate’ distribuído à população no primeiro semestre

A líder da maioria no Congresso, a democrata Nancy Pelosi (Califórnia), anunciou que os políticos estão avaliando os riscos de repetir o pacote de estímulo à economia dado pelo governo Bush no primeiro semestre de 2008. Para ela, a crise do petróleo, que elevou os custos da gasolina, e a inflação que aumentou os preços no dia-a-dia da população justificam a medida.

“Queremos dar um novo impulso à economia e estamos analisando as possibilidades para isso”, decretou Pelosi, após reuniões com vários economistas. A idéia dos democratas ainda está em fase inicial, mas já falou-se em incluir no eventual novo pacote, além dos ‘rebates’, subsídios para aquisição de bens para casa, ajuda financeira para projetos para os estados e ampliação dos programas assistenciais.
A iniciativa, porém, não teve o apoio imediato do presidente George W. Bush, que prefere aguardar os resultados concretos do primeiro pacote antes de repetir a dose. De qualquer forma, o novo pacote dificilmente será aprovado pelo Congresso antes de setembro, na volta das férias.

Pelosi, em entrevista coletiva, manifestou sua esperança de um novo estímulo. “Acredito que o ‘tax rebate’ será um dos itens do novo pacote. E também acho que os republicanos estão mais propensos a aprovar o projeto, em virtude dos novos índices na economia, em especial em relação aos combustíveis e alimentos”, afirmou a deputada.

Menos eufórico, o líder da maioria no Senado, Harry Reid (democrata de Nevada) não aposta em novo ‘tax rebate’. “O primeiro passo é saber o que pode ser feito para estimular a economia. Penso que a resposta está no desenvolvimento de uma infraestrutura no país, inclusive investindo em energias renováveis”, disse o senador.