Democratas querem que Obama marque encontro com indocumentados

0
708

Uma carta assinada por quatro parlamentares tenta pressionar o presidente para agir antes do Ano Novo em favor dos indocumentados

DA REDAÇÃO COM POLITICO.COM

Quatro parlamentares democratas estão circulando em Washington D.C com uma carta direcionada ao presidente Obama e pedindo apoio de companheiros de partidos para que um encontro seja marcado com lideranças indocumentadas. Os democratas Raul Grijalva (AZ), Jan Schakowsky (IL), Judy Chu (CA), e John Lewis (GA) afirmaram no texto que temem que mais de 50 mil imigrantes indocumentados sejam deportados até o feriado de Ação de Graças (Thanksgiving, em 27 de novembro) se nada for feito pelo presidente em prol dessas pessoas.

Quem também está tentando pressionar Barack Obama para tomar uma atitude urgentemente para impedir que mais imigrantes sejam deportados é o Grupo de Congressionistas Latinos (Congressional Hispanic Caucus). Desde que o presidente disse publicamente que iria suspender temporariamente, pelo menos até as eleições de novembro, sua ideia de oferecer algum tipo de benefício aos imigrantes indocumentados, o grupo tem intensificado os debates nos bastidores para não deixar que a decisão se arraste ainda mais.

O texto diz que “os democratas esperam que o presidente ofereca algum tipo de alívio às famílias imigrantes desesperadas que hoje não têm nenhuma esperança”. Pessoas ligadas aos quatro democratas afirmaram que o texto ainda pede que o presidente assine uma ação executiva entre o feriado de Thanksgiving e o Ano Novo.

Obama havia dito durante as férias do Congresso que agiria sozinho oferecendo possivelmente o direito de trabalhar legalmente aos pais de adolescentes beneficiados pelo DACA (Deferred Action for Childhood Arrivals) e mudando regras de obtenção do green card. Estima-se que somente essas duas mudanças poderiam beneficar 6 milhões de pessoas.