Destroços localizados no oceano Índico podem ser de avião malaio

0
559

Russell Adams
Piloto Russell Adams ajudou na busca pelo avião desaparecido

Entre domingo (23) e a quinta-feira (27) satélites de vários países que ajudam nas buscas do voo 370 da companhia Malaysia Airlines desaparecidos desde o dia 8 de março, encontraram centenas de objetos flutuando ao sul da Austrália. Os objetos alguns com até 23m de comprimento, ainda não foram recuperados para análise e as buscas foram suspensas na quinta-feira (27) devido ao mau tempo.

A busca tem mobilizado vários países que ajudam as autoridades malaias com satélites, aviões, técnicos e navios. O avião desapareceu poucas horas depois de deixar o aeroporto de Kuala Lampur rumo à China. A aeronave, com 239 pessoas a bordo, deveria seguir a direção norte, mas pode ter voado na direção sul por horas até cair no oceano Índico. A empresa malaia mandou uma mensagem de celular para as famílias das vítimas avisando que não há sobreviventes, mesmo antes da análise dos destroços vistos em alto mar.

A área onde os destroços foram vistos é de difícil acesso. Autoridades ainda não sabem dizer o que pode ter acontecido e somente a caixa preta do avião contendo as últimas informações emitidas pela cabine pode decifrar o mistério. Acredita-se que as buscam possam recomeçar nos próximos dias.