Dicas de Intercâmbio

0
920

Sete dicas para evitar armadilhas ao estudar no exterior
O sonho de estudar no exterior, compartilhado por muitos jovens, requer um planejamento atencioso. Do contrário, o intercâmbio pode virar um pesadelo. O ideal é que o estudante procure informações sobre a escola e veja as várias opções antes de fechar com qualquer agência. O website www.usahelp4u.com organizou uma lista de escolas nos EUA com preços e informações lado a lado para facilitar a busca pela melhor oportunidade.

Outras dicas são: procure uma agência especializada para obter informações; converse com outros intercambistas sobre o destino escolhido, analise sua situação financeira e o custo de vida do local onde você vai estudar, saiba mais sobre o país escolhido, separe os documentos necessários com antecedência, procure levar pouca bagagem e por fim, integre-se aos estrangeiros dando preferência a comunicação no idioma que quer aprender.

Aprenda outro idioma de graça
Aprender outro idioma sempre exige estudos e investimento. Para quem não tem muito dinheiro e quer aprender sozinho, os websites www.openculture.com e www.livemocha.com trazem o ensino de 48 idiomas e de graça. O aluno vai aprender através de lições planejadas, incluindo iTunes e até conversação com voluntários nativos do outro idioma.

Inglês é a língua oficial em 55 países
Quem ainda não fala inglês é melhor começar a estudar. O inglês é a língua oficial em 55 países no mundo. Porém, supõe-se que esse número seja ainda maior, se for incluído os países onde o inglês é falado, ora como língua nativa, ora como segunda língua ou, ainda, como uma das línguas oficiais. O número pode chegar a mais de 100, territórios ou comunidades em todos os continentes. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), existem 191 países no mundo, e algumas poucas áreas ainda não reconhedidas.

Ao todo, estima-se que o inglês seja a primeira língua de mais de 400 milhões de pessoas e segundo idioma para quase um bilhão de outras. É, ainda, a língua estrangeira mais estudada no mundo, por quase outro bilhão de pessoas.

Isso se deve, principalmente, ao fato do grande crescimento econômico dos Estados Unidos durante o século XX.

O inglês é a principal língua da internet, das publicações científicas, da aviação, da navegação, das finanças e do comércio internacional, além de ser a mais utilizada por importantes organizações mundiais como OTAN, ONU, FIFA, entre outras.