Dilma quer mais ministras no governo

0
453

Futura presidenta revelou desejo de ter um terço do primeiro escalão ocupado por mulheres em sua gestão

A primeira representante feminina eleita para ocupar o cargo mais importante da Nação que se cercar de mulheres. Dilma Rousseff já indicou à sua equipe de transição o desejo de apresentar, no momento da sua posse, em 1º de janeiro de 2011, um ministério com muitas mulheres. Na verdade, ela pensa que um terço do primeiro escalão do governo nas mãos ‘delas’ seria uma boa representatividade, ou seja, 11 das atuais 34 pastas.

Nesse sentido, uma das figuras mais ativas neste momento de transição, o presidente do PT, José Eduardo Dutra, já está articulando com os partidos aliados nomes de mulheres na lista de indicações. A intenção de Dilma está de acordo com o seu primeiro discurso após o resultado das eleições, em que ela reiteirou o compromisso de lutar para a valorização das mulheres no mercado de trabalho. Da mesma forma, também nomeou várias mulheres para sua equipe de transição.

No Brasil, as mulheres são a maioria da população, mas ficam atrás dos homens em vários outros índices. Por exemplo, segundo a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) de 2010, mesmo estudando mais anos que os homens, as mulheres ainda recebem salários inferiores, ganhando em média 70,7% do salário deles. Hoje no País 30,6% das trabalhadoras são chefes de família e ainda têm que cumprir uma jornada de cerca de 22 horas semanais de trabalhos domésticos.