Direitos humanos confirma abuso contra estrangeiros em prisões dos EUA

0
480

Comissão relata casos de abuso físico, sexual e de falta de atendimento médico a estrangeiros

Da redação
Os centros de detenções dos Estados Unidos vêem sendo alvo de atenção da Comissão Inter-Americana de Direitos Humanos. As instituições de correção prisional do país têm sido negligentes e abusivas em relação a detentos de origem estrangeira. Segundo revelou a Comissão, durante audiência pública realizada no último dia 12, vários casos de abuso físico e sexual já foram registrados contra estrangeiros detidos em vários centros, além de falta de atendimento médico adequado.
A maior preocupação da Comissão Inter-Americana é em relação a mulheres grávidas, menores desacompanhados e pessoas portadoras de doenças graves.
Com as mudanças nas normas imigratórias do país tem aumentado consideravelmente o número de estrangeiros detidos e, conseqüentemente, as ocorrências de abuso de poder. Há pelo menos 300 mil estrangeiros detidos nos Estados Unidos, atualmente, e mais de 8 mil são menores de idade. Alguns casos de morte por falta de atendimento adequado já foram registrados em todo o país. O mais notório dos casos foi o do padre haitiano Joseph Dantica, que adoeceu e veio a falecer dias depois no Krome Detention Center, em Miami.